Data: 13/12/2019 17:12 / Autor: Redação / Fonte: Recicla+SP

Prefeitura lança o programa Recicla+SP

Projeto conta também com um Centro de Apoio às Cooperativas (CAC) de catadores (as) de materiais recicláveis


Prefeitura distribui recurso de R$2,3 milhões para cooperados habilitados e lança o programa Recicla+SP
Prefeitura distribui recurso de R$2,3 milhões para cooperados habilitados e lança o programa Recicla+SP

Crédito: divulgação

A Prefeitura da Cidade de São Paulo lançou nesta sexta-feira (13) o Recicla+SP, programa de fomento e desenvolvimento das Associações e Cooperativas de catadores de materiais recicláveis da capital. O projeto conta ainda com a estrutura de um centro de apoio, que oferecerá auxílio administrativo e social aos cooperados. Durante o evento foi anunciada também a terceira distribuição de recursos do programa Socioambiental de coleta seletiva, no valor de R$ 2,3 milhões para cerca de 1.250 cooperados.

A distribuição de recursos é proporcional ao tempo de trabalho do cooperado, podendo chegar até R$ 3 mil por pessoa (R$ 250 por 12 meses trabalhados). O recurso é proveniente da comercialização dos resíduos recicláveis das duas Centrais de Triagem Mecanizada da capital – Carolina Maria de Jesus e Ponte Pequena.

“O dia de hoje é algo muito gratificante porque começamos essa distribuição em 2017 e a cada mês trabalhado, na ocasião, o cooperado recebeu R$100. Já em 2018, o cooperado recebeu de bônus R$150 e, nesse ano, ele vai receber R$250, algo muito significativo. Esse dinheiro não é do município, é dinheiro gerado pelos próprios cooperados. A gente tem um fundo que capta do excesso de produção das mega centrais e esse dinheiro vai para a gestão desse grupo paritário, que decide em conjunto: 50% distribuídos aos cooperados e 50% em investimentos nas Cooperativas”, explicou Edson Tomaz de Lima Filho, presidente da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb).

Além da entrega de recursos, a Prefeitura lançou o programa Recicla+SP, que pretende proporcionar a inclusão socioprodutiva dos catadores (as), através da troca de informações, planejamento e acompanhamento da produção das cooperativas. O objetivo é promover melhorias na qualidade de vida dos cooperados, gerar benefícios ambientais, econômicos e sociais diretos e indiretos. Além disso, viabilizar a qualificação técnica, gerencial e social, visando à sustentabilidade econômica desses empreendimentos.

O programa contará com um Centro de Apoio às Cooperativas (CAC), que possui colaboradores treinados pela Fundação Instituto de Administração (FIA), para auxiliar os cooperados em áreas como: saúde e segurança do trabalho; manutenção e operação; administrativo, financeiro, jurídico, entre outros.

“O CAC é um sonho antigo. A gente sempre lutou para que tivesse uma casa que representasse e apoiasse o grupo de catadores. A gente precisa fortalecer essa categoria cada vez mais. E agora a gente vai ter, enfim, o nosso sonho realizado. Isso é uma vitória que vocês não sabem o tamanho que representa para nós. É uma iniciativa que deve ser muito valorizada”, afirmou Telines Basílio, mais conhecido como Carioca, presidente da Coopercaps.

O Recicla+SP inicia depois da conclusão do projeto Reciclar Para Capacitar, que faz parte do Programa de Metas da Prefeitura, onde estabelece qualificação técnica e melhoria de gestão das cooperativas, sistema de desenvolvimento de sua sustentabilidade e inserção social de integrantes.

Reciclar Para Capacitar

Lançado em fevereiro deste ano, o programa Reciclar Para Capacitar ofereceu três cursos: Formação Básica de Catadores de Materiais Recicláveis, que formou cerca de 2.100 pessoas; Gestão de Cooperativas e Empreendimentos Econômicos Solidários, que capacitou 120 alunos; e Princípios Básicos de Marcenaria, que qualificou aproximadamente 160 catadores.

O recurso para viabilização do projeto é resultado de um convênio com a Subsecretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES). Em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), durante o curso, os catadores foram orientados sobre a importância de sua inserção e de seus familiares no sistema do CadÚnico. Como resultado do compromisso de cooperação firmado com a Amlurb em 2018, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SMDE) auxiliou no apoio mútuo voltado ao desenvolvimento de ações para a formação e a organização de cooperativas e associações de catadores.

Serviço:

Centro de Apoio às Cooperativas (CAC)

Horário de funcionamento: 2ª a 6ª, das 8h às 17h

Endereço: Rua Otto de Alencar, n°270 - Cambuci

Comente aqui