Data: 19/05/2022 09:30 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de São Paulo

Prefeito e governador de SP vistoriam obras Museu do Ipiranga

Obras de ampliação e modernização chegam a 70% de conclusão; reabertura vai marcar bicentenário da Independência do Brasil


OBRAS NO MUSEU DO IPIRANGA
OBRAS NO MUSEU DO IPIRANGA

Crédito: PAULO GUERETA / SECOM

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, participou com o governador, Rodrigo Garcia, nesta quarta-feira (18), da vistoria das obras de restauração do Edifício-Monumento, que faz parte da ampliação e modernização do Novo Museu do Ipiranga. A reforma é uma iniciativa do Governo do Estado, da Prefeitura da capital e do setor privado. Atualmente está com 70% das obras concluídas. O Museu será reaberto em 7 de setembro, no bicentenário da Independência do Brasil.

A programação cultural para a reabertura do Novo Museu do Ipiranga deverá contar com mais de cem eventos. O maior deles será o Festival do Bicentenário, no Parque da Independência, entre os dias 3 e 11 de setembro, que será realizado em parceria da Prefeitura de São Paulo com o Governo do Estado.

“Além da vistoria, participamos da reunião de balanço e prestação de contas com os patrocinadores que ajudam na recuperação da memória do Brasil. No encontro mostramos que a parte que cabe ao município está em fase avançada. Brevemente comemoraremos o bicentenário da independência o equipamento super importante”, disse Ricardo Nunes.

Obras

Além das obras da Subprefeitura do Ipiranga que vão requalificar o entorno do Museu, com nova iluminação, calçamentos e paisagismo, cabe à Prefeitura, na parceria do Novo Museu, a ampliação do Parque da Independência, sob a gestão da Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA). O Parque é um dos mais visitados do município. Somente em 2022 já recebeu 585 mil visitantes, sendo 166 mil apenas em abril, segundo informações da SVMA.

As obras tiveram início em dezembro do ano passado, com duração prevista de oito meses. O investimento totaliza R$ 6,3 milhões Dentre as melhorias previstas, destaque para a implantação de: espaço de ginástica, parquinho, pista de skate, edifício administrativo e de apoio, sanitários públicos e sala multiuso acessíveis, além da rota acessível composta por planos inclinados, rampas e caminhos conectando as principais áreas de intervenção e o acesso à Casa do Grito e à área do Monumento.

Monumento e cripta

Inaugurado em 1922 às margens do riacho Ipiranga, no Parque da Independência, em celebração ao Centenário da Independência do Brasil, o monumento e a cripta abrigam os despojos da Imperatriz Leopoldina, de Dom Pedro I e da segunda Imperatriz, Amélia.

A Secretaria Municipal da Cultura contratou as obras de conservação e reforma do Monumento e da Cripta, que será realizada pela SP Obras. O projeto de restauração abrange restauro; paisagismo; instalações hidráulicas e elétricas; climatização, luminotécnico e drenagem. Além do monumento e da Cripta, também estão previstos serviços de conservação da Casa do Grito.

Já a Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento e a SPUrbanismo apresentaram na segunda-feira (16) o projeto inicial do Eixo Histórico Ipiranga, novo projeto urbanístico para a região, valorizando o entorno do monumento histórico. O Eixo contará com reforma de calçadas e canteiros de vias, novas áreas verdes, implantação de um mirante, biovaletas e jardins de chuva. Levantamentos topográficos devem ser feitos ainda neste mês; ainda não há previsão para contratações e obras ou custos.

Também está em andamento a segunda fase de recuperação do Córrego Ipiranga desde setembro do ano passado. É um dos mais importantes da capital e sua canalização é da década de 1960. Para suportar o atual volume de água é preciso substituir as paredes de pedra por outras de concreto que aumentam a estabilidade dos muros, além de alargar a estrutura do córrego.

Comente aqui