Data: 07/11/2019 17:10 / Autor: Redação / Fonte: Itaú Unibanco

Pesquisa revela como estrutura das ruas contribui para acidentes de trânsito

Realizado pelo Instituto Cordial, estudo inédito analisou 86 mil acidentes de trânsito em São Paulo. Evento terá presença de secretário municipal de Mobilidade e Transportes.


Crédito: Depositphotos

Cinco brasileiros morrem em acidentes de trânsito a cada hora no Brasil. Como a estrutura das ruas contribui para esses acidentes? Como as cidades poderiam evitá-los? Essas perguntas nortearam a pesquisa que embasa o Painel da Segurança Viária, iniciativa realizada pelo Instituto Cordial em parceria com o WRI Brasil, a Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito e a Vital Strategies, com patrocínio do Itaú Unibanco.

“Nós temos muito orgulho de participar deste movimento. O desafio de tornar as ruas seguras é de todos, assim como promover a mobilidade em grandes centros”, afirma Luciana Nicola, superintendente de Relações Institucionais, Sustentabilidade e Negócios Inclusivos.

A pesquisa foi uma das etapas do Painel de Segurança Viária 2019. O Painel promoveu cinco encontros reunindo representantes do poder público, empresas e sociedade civil para analisar os dados e pensar causas que possam gerar soluções para tornar as ruas mais seguras para motoristas, ciclistas e pedestres.

No ciclo 2019, foram analisados 86 mil acidentes de trânsito com vítimas ocorridos entre 2014 e 2018 em São Paulo. O objetivo era entender a relação entre os acidentes e as características das ruas onde eles ocorreram, incluindo fatores como localização, largura de calçadas, comprimento e largura das vias, presença de ciclovias, faixas exclusivas e corredores de ônibus e redução do limite de velocidade.

Os principais resultados do estudo e do Painel de Segurança Viária serão apresentados em seminário na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2500), no dia 11 de novembro de 2019, das 9h às 12h. O evento contará com a presença secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, para anunciar a parceria entre a Secretaria, CET e Instituto Cordial.

O Painel de Segurança Viária 2019 foi apresentado no Connected Smart Cities & Mobility 2019, um dos maiores congressos sobre cidades inteligentes e mobilidade do país. O evento reuniu 2.300 pessoas e a presença de cerca de 300 prefeituras.

Os resultados desse esforço colaborativo também estarão no Seminário de Apresentação do Painel da Segurança Viária 2019, onde será apresentado um diagnóstico das mais de 140 hipóteses levantadas ao longo do processo e das bases de dados necessárias para ampliar as análises e o direcionamento de ações e intervenções no campo da mobilidade segura.

No evento também será dada a largada para o ciclo 2020 do Painel da Segurança Viária. No ano que vem, a pesquisa incluirá um novo indicador demonstrando a relação entre o custo e a efetividade das intervenções públicas que buscam melhorar a segurança viária em São Paulo.

O Painel da Segurança Viária 2019 em números:

- 86 mil acidentes de trânsito da cidade de São Paulo analisados;

-50 organizações, empresas e órgãos públicos ligados à mobilidade ativados;

- 70 participantes no seminário de abertura e workshops;

-140 hipóteses levantadas em 20 mesas de discussão nos 5 workshops;

Esse ano, a pesquisa foi incluída em um projeto inédito, o Painel de Segurança Viária. Entre junho e julho, o Painel promoveu cinco workshops colaborativos onde os principais atores da área de mobilidade urbana na cidade se reuniram para discutir os dados e levantar hipóteses sobre as causas dos acidentes de trânsito em São Paulo.

“O Painel busca criar espaços de discussão sobre os dados, envolvendo o poder público, a sociedade civil, empresas e organizações do campo da mobilidade, para desenvolver conhecimento e identificar evidências que contribuam com ações e intervenções urbanas voltadas à mobilidade segura,” explica Luis Fernando Villaça Meyer, Diretor de Operações do Instituto Cordial, organização que lidera a iniciativa.

Os encontros do projeto contaram com a presença de representantes de órgãos públicos, empresas e organizações da sociedade civil da área da mobilidade urbana, incluindo CET, Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), SP Obras, SP Urbanismo, SPTrans, Uber, Loggi, Grow Mobility (Yellow e Grin), IFood, Tembici, Ciclocidade, Greenpeace, Instituto Tellus, Sampapé, Cidade a Pé, Pé de Igualdade, Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento - ITDP e Rede Nossa São Paulo.

“É muito importante o engajamento das organizações que atuam com mobilidade para que o Painel seja um mecanismo efetivo de monitoramento dos acidentes na cidade e, com isso, um instrumento que embase boas ações e intervenções voltadas à mobilidade segura,” destaca Felipe V. Meyer, Diretor de Comunicação e Parcerias do Instituto Cordial.

Sobre o Painel da Segurança Viária

O Painel da Segurança Viária é uma iniciativa que busca criar espaços de discussão no campo da mobilidade segura baseada em evidências, articulando atores e organizações para aprofundar o debate sobre as relações entre os acidentes e as características do sistema viário da cidade.

A iniciativa é realizada com base na pesquisa de segurança viária desenvolvida pelo Instituto Cordial, tendo como objetivo acompanhar padrões e tendências na forma como os acidentes se comportam na cidade e contribuir com o embasamento e direcionamento de ações e intervenções voltadas à mobilidade segura.

A origem do Painel

O Painel da Segurança Viária é um desdobramento do estudo realizado em 2018 pelo Instituto Cordial em parceria com o WRI Brasil, no contexto da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito. Este estudo compôs o diagnóstico para o Plano de Segurança Viária de São Paulo, lançado pela Prefeitura em abril de 2019.

Na pesquisa de 2018, foram analisados 2.350 quilômetros de vias (cerca de 15% do território da cidade) e 35% dos acidentes viários entre 2013 a 2017. A partir dos dados, o Instituto Cordial identificou 200 pontos críticos para priorização na realização de intervenções dentro do Plano de Segurança Viária, que guiará as ações da cidade na próxima década.

Uma parte do estudo está presente no item 9 do Plano, intitulado “relação entre elementos de infraestrutura e acidentalidade: análises territoriais dos acidentes de trânsito”. “Nenhuma fatalidade no trânsito é aceitável. As pessoas comentem erros e o sistema viário deve protegê-las. Para isso, é necessário intervir no sistema viário baseado em evidências e em um profundo entendimento do território”, destaca Diogo Dias Lemos, analista de segurança viária do WRI Brasil.

Hannah Machado, coordenadora de mobilidade e desenho urbano da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito reforçou a necessidade de uma atuação estratégica na área. “É importante atuar baseado em evidências para definir os pontos prioritários de intervenções e direcionar de forma mais qualificada as políticas públicas e diretrizes de desenho urbano”, explica.

O trabalho também contribuiu para uma nova interpretação do espaço, de acordo com a Gerente de Segurança de Tráfego da CET, Heloisa Martins. “O que é excelente no trabalho do Instituto Cordial é atualizar a forma de compreender e permitir uma dinâmica muito mais efetiva para a nossa ação, através da tradução espacial das informações que a gente tinha no banco de dados”.

Sobre o Instituto Cordial

O Instituto Cordial é uma articuladora de inteligência e ações territoriais que visam fortalecer relações urbanas e comunidades. O instituto desenvolve estudos e iniciativas focados na interação da sociedade na cidade, aproximando organizações, empresas, governos e vizinhanças.

Serviço:

Seminário de apresentação do Painel da Segurança Viária 2019

Onde? Unibes Cultural - Rua Oscar Freire, 2500

Quando? Segunda-feira, 11 de novembro de 2019, das 9h às 12h

Inscrições: http://www.sympla.com.br/event__686916

Comente aqui