Data: 13/02/2020 13:33 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

De olho em leilão do Ibirapuera, empresa sedia jantar a Doria em Dubai

Interessada em arrematar o leilão do Ibirapuera, a empresa ASM Global abriu as portas da arena que administra em Dubai, ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na terça-feira, 11


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) em Dubai
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) em Dubai

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

O encontro contou com um tour para mostrar a infraestrutura do local ao governador, secretários estaduais e uma comitiva de 50 empresários brasileiros, e um jantar aos convidados num dos salões da Coca-Cola Arena.

Previsto para abril, o leilão inclui o ginásio do Ibirapuera, o conjunto aquático, quadras de tênis, prédios administrativos e o estádio Ícaro de Castro Mello, ao lado do ginásio. O investimento mínimo previsto em lei é de R$ 220 milhões.

O jantar em Dubai foi marcado em novembro do ano passado, quando Doria fez uma viagem oficial a Los Angeles, nos Estados Unidos. Na ocasião, o governador visitou executivos tanto da ASM Global quanto de sua maior concorrente, a Live Nation. Ambas são sediadas na cidade da Califórnia.

Quando o governador comentou que estaria em Dubai em fevereiro, ouviu que a ASM poderia recebê-lo para mostrar as instalações e um jantar. "Nós fazemos isso todo dia. O interessante é que poderia ser a mesma viagem para 320 outras cidades", disse o diretor executivo da ASM em São Paulo, Venâncio de Castro, durante o jantar.

"Queremos mostrar a arena. A gente quer que São Paulo entre nesse 'network' de arenas, é por isso que estamos muito empolgados com esse projeto (do Ibirapuera)", completou.

Pago pela JBS, o menu incluiu entradas com especialidades árabes salada de pimentão recheada com leite de cabra, e medalhão de carne com legumes em conserva. No crachá e nos materiais informativos distribuído aos visitantes brasileiros, a empresa incluiu a logo do consórcio Pyau Ibirapuera, com a qual a ASM deve disputar o leilão.

"Estamos construindo uma modelagem muito competitiva. A ASM já sabe que, para disputar, vai ter que investir muito - como os concorrentes", disse o governador, em seu discurso durante o jantar. "Quando você faz uma boa modelagem, a concorrência é muito grande."

Doria tem dito que a concessão transformará o ginásio Ibirapuera na "mais moderna arena coberta da América Latina". O empreendimento é ainda maior do que a arena administrada pela ASM em Dubai, que tem capacidade para 17 mil pessoas. O complexo esportivo na capital paulista suporta ao menos 25 mil pessoas no ginásio, sem contar os outros instrumentos do complexo.

Patrocínio

O governador de São Paulo tem frisado que a chamada "Missão Emirados" é totalmente paga pelos empresários que participam da viagem. Cada um pagou à Investe SP, agência de investimentos paulista, US$ 20,3 mil para participar.

Em 2019, as viagens internacionais de Doria custaram um total de R$ 524,1 mil ao erário estadual, segundo informações enviadas via Lei de Acesso à Informação. Não há informações sobre os gastos em viagens em 2020, feitas a Davos e, agora, aos Emirados. Doria promete fazer mais viagens neste modelo, patrocinado pelos empresários.

"É um programa de confiança", diz Doria. "Você (empresário) vai, faz, conquista; volta, faz conquista, e assim segue. Aliás, essa é a missão de um governo liberal, um governo que acredita e apoia o setor privado, dá suporte ao setor privado, que é a nossa grande ponte de geração de empregos."

Comente aqui