Data: 26/01/2022 21:57 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Com um a menos, Santos joga mal e empata em sua estreia no Paulistão

O Peixe ficou no 0 a 0 contra a Inter de Limeira, fora de casa


Crédito: Divulgação/Santos

Após correr risco de rebaixamento em 2021, o Santos fez estreia pouco empolgante para seus torcedores no Paulistão deste ano. Jogando em Limeira, empatou sem gols com a Inter, pela primeira rodada. Sem o técnico Fábio Carille, que se recupera de covid-19, o time da Vila Belmiro jogou todo o segundo tempo com um jogador a menos em campo. Pirani foi expulso nos acréscimos da primeira etapa.

Com o resultado, o Santos soma seu primeiro ponto no Grupo D, assim como a Inter, na chave A. Pela segunda rodada, a equipe de Carille recebe o Botafogo, no sábado, em sua estreia em casa. O time de Limeira visitará a Ponte Preta no mesmo dia, em Campinas.

O Santos de 2022 repetiu nos primeiros 45 minutos o time de 2021. Ausência de armação e limitações no ataque deram o tom da equipe num primeiro tempo fraco tecnicamente e de poucas emoções O time entrou em campo sem Sánchez, Marinho e Ricardo Goulart, principais apostas do clube na criação. E sem Léo Baptistão, principal contratação para o ataque em 2021.

Marinho e Goulart sequer foram inscritos no Paulistão. O primeiro ainda recupera a forma física após ter covid-19 e virou alvo de rumores sobre uma possível saída. E Goulart aguarda definições burocráticas sobre sua transferência da China para entrar na lista do time no campeonato. Para piorar, Carille se recupera de covid-19 e não esteve na estreia. O auxiliar Leandro Silva comandou do banco de reservas.

Assim, a equipe lembrou muito o Santos da temporada passada. A única novidade foi o zagueiro Eduardo Bauermann, no já tradicional esquema de três defensores de Carille. As apostas recaíam sobre Lucas Braga, único que levou algum perigo no primeiro tempo, e Pirani, expulso nos acréscimos da etapa inicial por falta violenta.

Empurrada pela torcida, a Inter foi o único time em campo que gerou maior movimentação ofensiva. Na melhor chance, Xandão bateu falta de longe e exibiu bela defesa do goleiro João Paulo, aos 31 minutos.

O segundo tempo começou bem mais agitado. O Santos partiu para cima e deu brechas, que a Inter de Limeira tentou aproveitar. Os primeiros 10 minutos foram melhores que o primeiro tempo inteiro. Mas, como aconteceu nos 45 minutos iniciais, a equipe da casa chegava com mais perigo. Aos 19, Lima bateu forte de fora da área e carimbou a trave. Aos 34, João Paulo trabalhou para evitar um gol contra do zagueiro Velázquez.

Na reta final da partida, a Inter chegou a esboçar pressão sobre a desentrosada defesa santista. Já os visitantes eram menos inspirados no ataque. Bruno Oliveira, que entrou no lugar de Camacho e fez sua estreia pelo Santos, teve boa chance aos 35, e Marcos Leonardo, aos 26, em cobrança de falta. De resto, só deu Inter e o empate acabou saindo de bom tamanho para o time da Vila Belmiro.

Comente aqui