Data: 02/12/2019 17:48 / Autor: Redação / Fonte: Itaú Cultural

Itaú Cultural apresenta shows que vão de música autoral a homenagem para Alceu Valença

Wem e LaBaq divulgam seus novos discos. Almério toca músicas de compositores pernambucanos e a dupla Alessandra Leão e Rafa Barreto revisita grandes sucessos de Alceu Valença


Itaú Cultural apresenta shows que vão de música autoral a homenagem para Alceu Valença
Itaú Cultural apresenta shows que vão de música autoral a homenagem para Alceu Valença

Crédito: Divulgação

Alceu Valença que é homenageado na 48ª série Ocupação do instituto e cuja mostra abre neste mesmo fim de semana

Lançamentos de dois álbuns e releituras de discos de Alceu Valença marcam os shows que o Itaú Cultural realiza de 12 a 15 de dezembro (quinta-feira a domingo). Cantor e compositor de música popular brasileira, Wem toca seu novo álbum Gestações, às 20h da quinta-feira. No dia seguinte, mesmo horário, a cantora LaBaq reforça a cena alternativa com o disco Lux, mais um lançamento de disco. O fim de semana é voltado para o cantor pernambucano homenageado da última Ocupação de 2019 no instituto. Às 20h do sábado, a dupla Alessandra Leão e Rafael Barreto revisita grandes sucessos de seus quatro primeiros álbuns. Domingo, às 19h, o pernambucano Almério homenageia este e outros compositores da sua terra natal.

Wem mostra Gestações na íntegra. Inspirado nos ciclos da natureza, o álbum mescla influências harmônicas do Clube da Esquina e os arranjos vocais da banda Americana Fleet Foxes, sem deixar de lado sua veia pop e letras existenciais. O músico entra em cena com o vocal, acompanhado de Ricardo Prado na sanfona, baixo e violão e Rodrigo Fuji na bateria e percussão.

Uma das grandes apostas da música pop alternativa no Brasil, LaBaq lança no mesmo palco o seu mais recente trabalho. Lux estende a sua percepção sobre a canção pop a territórios como a indietronica e outros ritmos que permitem experimentação sem amarras. Em tour pelo circuito da música independente de países da Europa e da América do Sul, ela já abriu shows de artistas importantes do cenário nacional, como Baiana System e Maria Gadu.

Sinergia com Alceu

Nos dias 14 e 15 de dezembro (sábado e domingo), o Itaú Cultural leva ao público dois shows que acontecem em sinergia com a Ocupação Alceu Valença. A mostra, dedicada ao músico pernambucano, tem início no sábado, a partir das 11h.

Punhal de Prata, apresentação dos músicos Alessandra Leão e Rafa Barreto, revisita obras de Valença lançadas na década de 70 em meio ao cenário psicodélico de Recife. O repertório foi montado a partir dos quatro primeiros discos lançados naquele período: Quadrafônico - 1972, Molhado de Suor - 1974, Vivo! - 1976 e Espelho Cristalino - 1977. Este show acontece às 20h e marca a primeira parceria entre a pernambucana Alessandra Leão e o paulistano Rafa Barreto para se debruçar sobre um repertório de um autor consagrado.

Almério, vencedor da categoria Cantor Revelação do Prêmio da Música Brasileira em 2018, apresenta músicas de compositores da mesma região no seu segundo álbum Desempena. O artista recorda canções clássicas da MPB dos anos de 1960 e de 1970, e, ao mesmo tempo, os sons eletrônicos aliados a pífanos, alfaias, violas e zabumbas.

Sobre os artistas:

Alessandra Leão é compositora, cantora e percussionista e foi uma das fundadoras da banda Comadre Fulorzinha. Durante 20 anos de carreira, já realizou parcerias com Chico César, Kiko Dinucci, Juliano Holanda e Lívia Mattos. Rafa Barreto é cantor, compositor e violonista. Nessa nova parceria, a voz de Alessandra se enlaça à guitarra invertida e cortante de Barreto.

Almério é cantor pernambucano ganhador do Prêmio da Música Brasileira 2018, na categoria Cantor Revelação Petrobras – além de ser indicado neste mesmo prêmio também na categoria Melhor Cantor, com Chico César e Lulu Santos. Com dois CDs lançados, o artista já abriu shows de Elza Soares e do Grande Encontro, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo.

LaBaq é multi-instrumentista paulista. Aprendeu a tocar violão e guitarra sozinha, vindo a estudar trompete com Fausto Henrique, do Projeto Guri, e percussão com Dinho Goncalves, do Conservatório Souza Lima. Como produtora cultural, criou em 2016 o Festival Sonora – Ciclo Internacional de Compositoras. Hoje está à frente da curadoria do Festival Infinita e do Projeto Nuas, ambas iniciativas para exaltar a mulher na música.

Wem tem dois álbuns lançados e já tocou em diversas cidades do Brasil e em outros países como Estados Unidos, Argentina, Espanha, Portugal e França. Suas músicas já foram gravadas por Marcelo Jeneci, Roberta Campos e Barbatuques. O artista já dividiu o palco com Carlinhos Brown, Roberta Campos, Tulipa Ruiz, Tiê, Luiz Tatit, Ná Ozzetti, Ceumar, Barbatuques, Marcelo Jeneci, entre outros.

SERVIÇO:
Wem
Dia 12 de dezembro (quinta-feira)
Horário: Às 20h
Classificação indicativa: livre
Duração: 80 minutos

LaBaq
Dia 13 de dezembro (sexta-feira)
Horário: Às 20h
Classificação indicativa: livre
Duração: 80 minutos

Alessandra Leão e Rafa Barreto
Dia 14 de dezembro (sábado)
Horário: Às 20h
Classificação indicativa: livre
Duração: 80 minutos

Almério
Dia 15 de dezembro (domingo)
Horário: Às 19h
Classificação indicativa: livre
Duração: 80 minutos

Sala Itaú Cultural
224 lugares
Entrada gratuita
Distribuição de ingressos:
Público preferencial:?uma hora antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)
Público não preferencial: uma hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1777
Acesso para pessoas com deficiência
Ar condicionado
Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:
3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.
www.itaucultural.org.br
https://www.facebook.com/itaucultural
https://www.instagram.com/itaucultural/
https://twitter.com/itaucultural
https://www.youtube.com/itaucultural
https://www.linkedin.com/company/itaucultural

Comente aqui