Data: 11/04/2013 12:17 / Autor: Redação / Fonte: Iamspe

Iamspe aumenta em 20% pagamento a médicos por consulta em sua rede

Reajuste da tabela de procedimentos acumula alta de 64% desde 2008, contribuindo para a valorização dos profissionais


 

O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), vinculado à Secretaria de Estado da Gestão Pública, determinou reajuste de 20% no valor pago aos médicos de sua rede pelo atendimento aos servidores.

O valor passou de R$ 34 para R$ 41 por consulta, desde setembro de 2012.

O reajuste da tabela de procedimentos do Iamspe acumula alta de 64% desde 2008, contribuindo para a valorização dos profissionais. Naquele ano, a instituição pagava R$ 25 por consulta.

 “Para garantir um atendimento de qualidade a todos os servidores estaduais e seus agregados é fundamental remunerar bem a categoria médica. Por isso, decidimos investir e elevar, gradativamente, os valores pagos aos médicos da rede pelas consultas que realizam”, afirma o superintendente do Iamspe, Latif Abrão Junior.

Os médicos credenciados atendem aos usuários em consultórios e clínicas particulares, com conforto e sem burocracia.

O Iamspe tem hoje uma das maiores redes de atendimento em saúde para funcionários públicos do país.

Além do Hospital do Servidor Público Estadual, na capital paulista, possui 17 postos de atendimento próprios no interior, os Ceamas (Centros de Assistência Médico-Ambulatorial), e disponibiliza assistência em 100 hospitais e 100 laboratórios de análises clínicas e de imagem credenciados pela instituição, além de 3.000 médicos em 200 cidades paulistas, beneficiando 1,3 milhão de pessoas em todo o Estado.

Iamspe
O Iamspe tem hoje uma das maiores redes de atendimento em saúde para funcionários públicos do país.
Além do Hospital do Servidor Público Estadual, na capital paulista, possui 17 postos de atendimento próprios no interior, os Ceamas (Centros de Assistência Médico-Ambulatorial), e disponibiliza assistência em 100 hospitais e 100 laboratórios de análises clínicas e de imagem credenciados pela instituição, além de 3.000 médicos em 200 cidades paulistas, beneficiando 1,3 milhão de pessoas em todo o Estado.

Comente aqui