Data: 02/08/2021 18:44 / Autor: Redação / Fonte: EMTU

Governo marca o início da modernização da operação metropolitana no ABC

Prorrogação do contrato de concessão da EMTU com a Metra prevê, além da remodelação e modernização da frota intermunicipal da região, a construção do BRT e melhorias no Corredor ABD


Crédito: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria entregou nessa segunda-feira (02), 116 ônibus que irão beneficiar a população de Diadema, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Os novos veículos integrarão o sistema intermunicipal de concessão do ABC (antiga área 5), gerenciado pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), vinculada à Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos.

"Hoje temos um momento muito importante, que é a entrega dos 116 ônibus para o Grande ABC. São ônibus modernos, funcionais, com ar-condicionado, wifii e acessibilidade, com elevadores para as pessoas com deficiência. Além disso, são ônibus que possuem eficiência energética, com baixa emissão de poluentes", destacou o Governador João Doria.

A renovação da frota faz parte de um investimento de R$ 55,3 milhões a ser realizado pela Next Mobilidade (ABC Sistema), SPE (Sociedade de Propósito Específico) criada a partir da prorrogação por 25 anos do contrato de concessão com a Metra, operadora do Corredor ABD. Os novos ônibus, todos com carroceria Caio Apache Vip e ar-condicionado, vão atender 97 linhas metropolitanas na região e cerca de 110 mil pessoas diariamente.

"Nós estivemos aqui, na EMTU, há dois anos quando entregamos veículos articulados que operam no corredor da Metra. E hoje voltamos na sede da Metra, uma concessão que é elogiada pelo cidadão, para a reformulação da frota dos ônibus que atende quem mais precisa do transporte público. A entrega de 116 ônibus está associada a todos os investimentos que serão realizados no atual corredor da Metra e na construção do BRT ABC", comentou o secretário Alexandre Baldy ressaltando que soma de todas as melhorias para região terá investimento de R$ 1,3 bilhão por parte da Metra.

Todos os 116 veículos entregues são fabricados com motor Euro V, com tecnologia para menor emissão de partículas poluentes em veículos movidos à diesel, 20 dispõem de suspensão a ar, característica que oferece mais segurança e melhor dirigibilidade, maior estabilidade e menor impacto com o solo, reduzindo o desgaste dos pneus. Câmeras nas portas estão instaladas em 60 desses veículos, proporcionando mais segurança aos motoristas e passageiros. Todos possuem elevador para pessoas com mobilidade reduzida e são equipados com roteador wi-fi e tomadas USB para celulares.

BRT ABC - O investimento privado na renovação da frota faz parte de um pacote de investimentos e melhorias na área de mobilidade urbana do ABC, previsto como contrapartida à prorrogação do contrato de concessão com a Metra, concebido pelo Governo do Estado. O pacote inclui a construção do BRT ABC no valor estimado de R$ 860 milhões em investimentos privados. O sistema está previsto para operar plenamente a partir de 2023 com faixas exclusivas e corredores em 17,3 km de extensão ligando o centro de São Bernardo à capital. O pacote ainda contempla a reforma do Corredor ABD e a renovação da frota metropolitana remanescente que opera na região.

A SEGUIR, AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO:
- Custo total de implantação: R? 860 milhões.
- 17,3 km entre o centro de São Bernardo do Campo, passando por Santo André, São Caetano do Sul, Terminal Tamanduateí (São Paulo) e Terminal Sacomã (São Paulo).
- Integração com a CPTM, Metrô, Expresso Tiradentes, linhas da SPtrans e ao Corredor ABD.
- 20 estações e três terminais.
- 170 mil passageiros por dia.

Tempo de percurso:
Expresso: 40 minutos.
Semi-expresso: 43 minutos.
Parador: 52 minutos.

Intervalo entre os ônibus:
Expresso: 08 minutos (pico).
Semi-expresso: 03 minutos (pico).
Parador: 04 minutos (pico).

Velocidade média prevista:
Expresso: 25 km/h.
Semi-expresso: 23 km/h.
Parador: 19 km/h.

Estrutura prevista:
- Vias segregadas e faixas exclusivas com pavimento rígido de concreto;
- Circulação na faixa à esquerda das principais avenidas de pista dupla já existente;
- Todos os veículos com portas à esquerda;
- Estações com acesso em nível (veículos de piso baixo);
- Cobrança de Tarifas fora dos veículos para diminuir o tempo de embarque;
- Não deverá haver pontos à direita nas vias onde passará o BRT;
- Estações terão pontos de ultrapassagem entre os ônibus;
- Identidade visual própria dos veículos;
- Estações envidraçadas com ar-condicionado, internet grátis (wi-fi); painéis com previsão de chegada dos ônibus;
- CCO (Centro de Controle Operacional) no Terminal de São Bernardo do Campo;
- Cada via de ônibus terá 3,5 metros de largura; cada ônibus tem entre 2,5 metros e 2,6 metros de largura

Comente aqui