Data: 11/09/2019 13:22 / Autor: Redação / Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Governo inaugura novas instalações do 8º Distrito Policial

A unidade passou por reforma com ampliação para melhorar as condições de trabalho dos policiais e o atendimento à população


Governo de São Paulo inaugura novas instalações do 8º Distrito Policial da Capital
Governo de São Paulo inaugura novas instalações do 8º Distrito Policial da Capital

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria inaugurou nesta quarta-feira (11) as novas instalações do 8º Distrito Policial (Brás) da Capital. O Governo do Estado investiu R$ 4,6 milhões nas obras que permitiram a reforma e ampliação da estrutura, além da melhoria das condições de trabalho dos policiais e do atendimento ao público. Mais de 70 mil pessoas moram na área abrangida pela unidade, além da população do entorno.

“Esse será o padrão de todas as novas delegacias. Além do padrão arquitetônico e de acessibilidade, conta com economia de energia, porque a delegacia tem células fotovoltaicas, e com o atendimento no padrão Poupatempo”, disse Doria. O Secretário da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, participou da solenidade na sede da delegacia, na Rua Sapucaia.

As obras começaram em maio de 2018 e estenderam-se até o final de agosto deste ano. Nesse período, o atendimento não foi prejudicado, pois o plantão 24 horas funcionou no 6º DP (Cambuci) e a administração ficou em prédio anexo à 1ª Delegacia de Defesa da Mulher.

Novas instalações

A unidade, construída em área total de 1.250,74 m², recebeu com nova mobília e novos equipamentos de informática. Com a entrega, o local passa a contar com 25 salas e 10 banheiros, além de sanitários privativos, 11 celas, cofre para drogas, sala de meios de reconhecimento, salas para atendimento à população, entre outras.

A unidade também possui ambiente para receber equipes da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal. Toda a estrutura está adequada ecologicamente -com captação de águas pluviais e geração própria de energia por meio de placas fotovoltaicas -, além de estar dentro dos padrões de acessibilidade.

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

Comente aqui