Data: 25/01/2022 17:54 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Gols-relâmpago marcam campanha do Palmeiras na conquista inédita da Copinha

Na final, na manhã desta terça-feira, o primeiro gol saiu aos 5 minutos


Crédito: Divulgação/Palmeiras

O Palmeiras conquistou pela primeira vez a Copa São Paulo de Juniores com uma goleada por 4 a 0 sobre o Santos, encerrando a provocação dos rivais, a partir de uma estratégia ofensiva diferenciada. O time se caracterizou, principalmente nas fases decisivas, por ter marcado gols no início do jogo, desmontando a estratégia do rival. Das nove partidas da campanha vencedora na Copinha, o time fez gols-relâmpago, nos primeiros dez minutos de jogo, em seis delas.

A final no Allianz Parque foi assim. Com 5 minutos, Endrick abriu o placar e obrigou o Santos a se abrir para tentar o empate. Com muitas dificuldades para organizar seu jogo ofensivo, o time da Vila não suportou a pressão e se tornou uma presa fácil na decisão. Os gols do título inédito foram marcados por Endrick, Giovani e Gabriel Silva (duas vezes).

"Isso faz parte do DNA do Palmeiras. É o que a torcida espera e quer. Desde minha primeira passagem aqui, em 2017, ainda com parte desse grupo, a gente trabalha essa característica da equipe. Uma equipe que seja agressiva, que pressione no campo de defesa e que tenha competência com a bola. Na Copinha, a gente só deu sequência ao que o clube prega e ao DNA do Palmeiras", afirmou o técnico Paulo Victor Gomes, novo campeão da Copinha.

Para sufocar o rival desde o início, o time costuma marcar a saída de bola dos rivais em bloco, com cinco ou seis jogadores, anulando as opções de passe. Foi assim que o time venceu o São Paulo na semifinal, com uma roubada de bola também no início de jogo. Com o gol de Giovani, a equipe administrou o placar, teve chances de ampliá-lo e conquistou a vaga na final.

A partida ficou marcada por um episódio lamentável: o árbitro encontrou uma faca no gramado da Arena Barueri após invasão dos torcedores do São Paulo. A apuração preliminar da Drade (Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva) apontou que a faca havia sido arremessada da arquibancada.

Nas quartas de final, a goleada diante do Oeste por 5 a 2 também começou com a pressão na saída de bola do rival e aproveitamento das chances de gol. Com menos de 15 minutos, o time já vencia por 3 a 0 e praticamente definia a classificação. Foi nessa partida que Endrick marcou um gol de puxada, quase uma bicicleta, que foi eleito o gol mais bonito da competição em uma votação popular. Na estreia, diante do Assú (RN), o time vencia por 2 a 0 com menos de dez minutos de jogo.

Até diante de rivais mais tradicionais como o Internacional, atual campeão brasileiro sub-20, a equipe começou sufocando. Após jogada de Giovani aos 6 minutos, Jhonatan pegou de primeira, com a perna direita.

Obviamente, a tática não funciona sempre. Apesar da superioridade técnica do Palmeiras, o Mauá pressionou e chegou a acertar uma bola no travessão na partida da segunda fase. O time alviverde só conseguiu abrir o placar aos 30 minutos do primeiro tempo. Depois, conseguiu a goleada por 4 a 0. As equipes do Real Ariquemes e Água Santa, rivais da primeira fase, também escaparam de levar gols no início dos jogos.

Comente aqui