Data: 08/09/2021 11:53 / Autor: Redação / Fonte: Enel Distribuição São Paulo

Enel SP investe R$ 10 milhões em linha de distribuição subterrânea no Ipiranga

Serão 2,6 km de extensão de vias com nova linha de distribuição subterrânea abrangendo avenidas e ruas como Dom Pedro I, Nazaré, ruas dos Patriotas e Leis Paulistanos;


Crédito: reprodução

A Enel Distribuição São Paulo, concessionária de energia elétrica que atua em 24 municípios da Grande São Paulo, deu início às obras de remoção de 260 postes em onze vias na região do Parque da Independência, no bairro do Ipiranga, Zona Sul da capital paulista. Em uma extensão total de 2,6 quilômetros, a intervenção vai ocorrer entre os meses de setembro de 2021 e agosto de 2022, e tem como objetivo realizar a conversão da rede elétrica aérea para subterrânea.

Essa obra beneficiará 880 clientes, incluindo residências e pequenos comércios, Museu de Zoologia, Capela Sagrada Família e Santa Paulina, hospital do Ipiranga, e o Museu Paulista da Universidade de São Paulo, mais conhecido como Museu do Ipiranga, símbolo da região. Com a rede subterrânea, a distribuidora também estima valorizar a estética do bairro e aumentar a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica

O projeto inicia na Avenida Nazaré e conta com extensão de 1,1 quilômetros, abrangendo parte da rua dos Patriotas e entorno da praça do Monumento e do parque da Independência, nas imediações dos Museu do Ipiranga e Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo.

Já a segunda etapa será contemplada com 1,5 quilômetros da avenida Dom Pedro I e toda fiação aérea será convertida para subterrânea. O projeto terá cinco Centros de Transformação de Superfície espalhados nessa avenida com um visual integrado com o mobiliário urbano.

“Pelas características das avenidas largas do Ipiranga, conseguimos desenvolver um projeto integrado com a estética do bairro, valorizando ainda mais a região. Estamos levando uma rede elétrica subterrânea, mas com ativos que estarão em harmonia com o mobiliário urbano, algo inédito na nossa área de concessão. E tudo estará pronto até a reabertura do museu, que é um ícone da cidade de São Paulo”, afirma o responsável pela área de Infraestrutura & Redes da Enel Distribuição São Paulo, Vincenzo Ruotolo.

A última etapa é a remoção total dos postes. A distribuidora já está mantendo tratativas com as empresas de Telecom para que reorganizem suas fiações. Outro diferencial positivo do projeto é a rede de iluminação pública já ser subterrânea em grande parte das vias que serão atendidas pela nova rede de distribuição subterrânea da Enel Distribuição São Paulo no Ipiranga.

Investimento contínuo

A Enel Distribuição São Paulo conta com um plano sólido de modernização e melhorias dos sistemas. Em 2020, a concessionária investiu R$ 962,2 milhões na sua área de concessão, aumento de 9,5% em relação a 2019. No primeiro trimestre de 2021, o valor investido foi de R$ 253 milhões na expansão, modernização, digitalização e manutenção da sua rede elétrica, um crescimento de 25,7% ante os R$ 201,3 milhões aportados em igual período do ano passado.

Do volume investido no primeiro trimestre de 2021, a companhia destinou R$ 37 milhões em obras de subestação e linhas de transmissão (LT). Entre os destaques está a modernização da LT subterrânea Centro-Augusta, na região central da Capital Paulista. A obra, que beneficiará 13 mil clientes comerciais, residenciais e poder público, consiste na construção de uma linha de transmissão subterrânea com 2,8 quilômetros de extensão, 120 MVA de capacidade de transporte de energia e tensão de operação em 88 kV. O investimento total no projeto, em andamento, é de R$ 26,5 milhões.

Comente aqui