Data: 24/01/2022 20:59 / Autor: Andréa Brock / Fonte: ABCdoABC

Dória anuncia 72 Mi em obras para Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Mauá

“Qualquer obra que for preciso para a Saúde ou Social, se a Prefeitura der 50% do custeio os outros 50% pode contar com o Estado” afirmou Doria


Em evento realizado na cidade de Ribeirão Pires, o governador divulgou recursos que serão destinados para a construção de um hospital e o projeto de transposição da linha férrea, ligando o Centro Alto e o Baixo em Ribeirão Pires, além do novo Centro de Longevidade Ativa. 21 coberturas de quadras esportivas em Mauá, 6 em Rio Grande da Serra e 10 em Ribeirão Pires

Exibindo bom humor, circulando no meio dos presentes e já assumindo sua pré-candidatura a presidente do Brasil, o governador de São Paulo, João Doria liberou nesta segunda-feira (24), um total de R$ 72,4 milhões em novos investimentos no Grande ABC. O novo pacote de investimentos mostra a importância que o seu governo tem dado à região, que no começo do ano ganhou o início das obras do Piscinão Jaboticabal, um dos maiores investimentos em contenção e que deverá acabar com os problemas das enchentes na divisa das cidades de São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo.

O Hospital Santa Luzia era um sonho paralisado e, sem querer discutir o passado, o fato é que nós viabilizamos os recursos, com a participação da prefeitura. Mobiliários e equipamentos estão sendo financiados pela prefeitura e o Governo do Estado está entrando com R$ 16 milhões. Essa é a boa gestão: compartilhada”, destacou Doria durante a agenda em Ribeirão Pires. E salientou ao prefeito Clóvis Volpi: “qualquer obra que for preciso para a Saúde ou Social, se a Prefeitura der 50% do custeio os outros 50% pode contar com o Estado”,

OBRA AGUARDADA
Doria anunciou o início das obras do Hospital Municipal Santa Luzia, em Ribeirão Pires. O Governo de São Paulo vai investir R$ 16 milhões na construção do complexo hospitalar, sendo que os recursos serão repassados por meio de convênio entre o município e a Secretaria de Desenvolvimento Regional do Estado.

O complexo hospitalar deverá ter 90 leitos, sendo 10 de UTI. A unidade terá atendimento de média complexidade e contará com centro cirúrgico, obstétrico, centro clínico, pediatria e maternidade; além de leitos de internação. O investimento total é de R$ 17,7 milhões, sendo R$ 16 milhões via Estado e R$ 1,7 milhão de contrapartida municipal.

A obra era uma antiga reivindicação da cidade. Ribeirão Pires foi uma das cidades mais afetadas na pandemia da COVID-19 e o prefeito chegou a decretar estado de calamidade pública no município, que chegou a registrar óbitos por não ter leitos de UTI para oferecer para a população.

Também foi autorizado o repasse de mais R$ 20 milhões para obras de infraestrutura urbana no município de Ribeirão Pires. O recurso será aplicado em projeto de transposição da linha férrea, com integração do centro alto ao centro baixo.

VACINA DARÁ O TOM DO DISCURSO
São Paulo não é a terra da cloroquina. São Paulo é a terra da vacina”, afirmou Dória durante o ato em Ribeirão Pires. A fala do governador deixa claro o discurso que dará o tom de sua campanha presidencial. Assumindo a postura de pré-candidato a presidente do Brasil “fico no governo mais dois meses porque serei candidato a presidente”, Dória deu o seguinte recado: “Foi São Paulo que trouxe a vacina pro Brasil. Podem falar mal de mim, podem não gostar de mim, mas isso ninguém tira de mim”, afirmou Dória.

VICE-PREFEITO NÃO FOI CITADO
No evento de assinatura de mais de 72 milhões em obras para o Grande ABC, diversas autoridades estiveram presentes, entre vereadores da região, prefeitos de cidades da região Metropolitana, deputados estaduais. Todas as autoridades foram citadas pelo cerimonial do Palácio dos Bandeirantes, exceto uma: o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, que esteve representando o prefeito Paulo Serra. Questionado, o prefeito de Ribeirão Pires, anfitrião do evento, comentou que não sabia dizer o motivo. “Vai ver foi alguma falha”. Mas um membro de seu governo comentou que por diversas vezes o cerimonial foi informado da presença do vice-prefeito. Nos bastidores políticos comentou-se a possibilidade de ser uma retaliação ao prefeito Paulo Serra que não apoiou Dória nas prévias do PSDB e que, ventila-se, está de malas prontas para ingressar no PSD de Gilberto Kassab.

Crédito: Andréa Brock

Comente aqui