Data: 11/11/2021 15:17 / Autor: Redação / Fonte: Escola Champagnat de Presidente Prudente

No Dia da Alfabetização, cinco dicas para auxiliar no aprendizado

Como os pais podem ajudar os filhos neste momento?


Imagem registrada antes da pandemia.
Imagem registrada antes da pandemia.

Crédito: Norberto da Silva

O Dia Nacional da Alfabetização é comemorado em 14 de novembro. A data, instituída em 1966, é importante para a discussão de um grave problema nacional: o analfabetismo e foi escolhida pelo Governo Federal, pois relembra a criação dos antigos Ministérios da Educação e da Saúde Pública.

A taxa de analfabetismo no Brasil passou de 6,8%, em 2018, para 6,6%, em 2019, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Educação. Apesar da queda, que representa cerca de 200 mil pessoas, o Brasil tem ainda 11 milhões de analfabetos.

Os números sinalizam urgência em reverter esse quadro, a fim de propiciar educação de qualidade a todos, o que – incontestavelmente – confere cidadania.

A pandemia potencializou desigualdades e não seria diferente no âmbito educacional. Acerca da alfabetização, muitos devem ser os cuidados para que esse momento essencial às demais etapas da escolarização não seja frágil, inconsistente. E isso, por inúmeros fatores.

De acordo com o diretor da Escola Champagnat de Presidente Prudente, Gleison Gomes Pimentel, “dentre todos os desafios que surgiram com a pandemia, lidar com o processo de alfabetização dos filhos foi um dos que mais geraram ansiedade nas famílias”. Logo, deve haver um olhar cuidadoso para as lacunas de aprendizagem serem as mínimas possíveis e passíveis de serem corrigidas, ao longo do bloco do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental.

A fase da alfabetização representa um dos momentos mais impactantes na trajetória escolar da criança. É uma época de muitas descobertas que podem e devem ser vivenciadas por toda a família. “Por isso, é aconselhável mostrar apoio e evitar demonstrar preocupação excessiva na frente dos filhos, para não influenciar no desenvolvimento e evolução do processo”, explica Gleison.

Vale lembrar que toda nova habilidade requer tempo e prática. Com a alfabetização acontece a mesma coisa. Como, então, ajudar os filhos nesse momento?

Um fator que pode ajudar as famílias é ter consciência de que cada criança tem um tempo de aprendizagem, o qual deve ser respeitado. Os pais podem começar encorajando, incentivando os filhos a lerem palavras, frases, pequenos textos que façam parte do seu contexto social e, aos poucos, de forma natural, será possível desafiá-los a avançar para textos um pouco maiores. Isso tudo, vale ressaltar, num processo agradável, criativo e reflexivo. “Manter uma rotina de estudos, assim como contar histórias, incentivar a escrita de bilhetinhos para a família e propor jogos, como o da memória, também são ações que colaboram para o progresso dos pequenos”, esclarece o diretor. 

Cinco dicas de como auxiliar no processo de alfabetização:

Leia para a criança: o hábito de contar histórias ajuda os filhos a se interessarem pela leitura e a terem vontade de aprender.

Seja presente: é importante se interessar pelo processo de aprendizagem, acompanhando a criança e estando atento para cada passo avançado.

Valorize as pequenas conquistas: mesmo que a criança não aprenda a ler de uma hora para outra, elogie quando ela aprender a identificar uma letra nova e a formar alguma palavra.

Invista em caça-palavras: alguns jogos verbais são superinteressantes para ajudar a criança a identificar letras e palavras.

Seja modelo de leitor: pais que têm o hábito de ler demonstram para os filhos o prazer da leitura e acabam incentivando as crianças.

Sobre as Escolas Champagnat: com um sistema de ensino baseado na aprendizagem criativa, as Escolas Champagnat permitem aos alunos vivenciarem o aprendizado de forma dinâmica, com a “mão na massa”, tudo isso atrelado a resolução de situações-problemas. Além de aulas diárias de inglês, também fazem parte da rotina educacional aulas com elementos da robótica e recursos da Microsoft, como o Minecraft.

Saiba mais em https://escolachampagnat.com.br/

Comente aqui