Data: 13/10/2021 20:24 / Autor: Redação / Fonte: Alesp

CPI da Alesp que apura combate à violência contra a mulher define primeiros depoimentos

Representantes da Justiça e de órgãos como a ONU Mulheres são as primeiras convidadas


Crédito: Divulgação

Em reunião virtual realizada na tarde desta quarta-feira (13/10), a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Assembleia Legislativa de São Paulo, que apura ações e omissões no combate à violência contra a mulher no Estado, aprovou os primeiros convites a sete mulheres para explicarem o tema em seus âmbitos de atuação. O presidente do grupo, deputado Delegado Olim (PP), também apresentou o Plano de Trabalho.

Duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, duas defensoras públicas do Estado e representantes do Nudem (Núcleo de Promoção e Defesa das Mulheres), uma promotora de Justiça do Ministério Público Estadual, uma assessora técnica da ONU Mulheres e uma advogada e docente de Direito são as convidadas.

O deputado e relator da comissão, deputado Thiago Auricchio (PL), é o autor de quatro desses requerimentos. O primeiro convida a promotora de Justiça do Ministério Público Maria Gabriela Prado Manssur, e o segundo convida as defensoras públicas Paula Sant´anna Machado de Souza e Nalida Coelho Monte, que também são coordenadoras do Núcleo de Promoção e Defesa das Mulheres da Defensoria Pública estadual.

Já o terceiro convida a doutora Wânia Pasinato, assessora técnica da ONU Mulheres - órgão da Organização das Nações Unidas dedicado à igualdade de gênero; enquanto o último, a professora doutora Bruna Angotti, advogada e docente da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Os outros dois requerimentos aprovados são de autoria do presidente da CPI, deputado Delegado Olim. Ambos os convites são às desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, as doutoras Ivana David e Maria de Lourdes Rachid Vaz de Almeida.

Estiveram presentes no encontro remoto as deputadas Analice Fernandes (PSDB) e Marina Helou (Rede) e os deputados Delegado Olim, Delegado Bruno Lima (PSL), Marcio Nakashima (PDT), Milton Leite Filho (DEM) e Thiago Auricchio.

Comente aqui