Data: 22/10/2019 17:47 / Autor: Redação / Fonte: Consórcio Intermunicipal Grande ABC

Consórcio ABC serve de modelo para trabalho intermunicipal no interior do Estado

Entidade regional recebeu equipe da Região Central nesta terça-feira (22/10)


Consórcio ABC serve de modelo para trabalho intermunicipal no interior do Estado
Consórcio ABC serve de modelo para trabalho intermunicipal no interior do Estado

Crédito: Divulgação/Consórcio ABC

Representantes da Região Administrativa Central do Estado de São Paulo visitaram, nesta terça-feira (22/10), a sede do Consórcio Intermunicipal Grande ABC e conheceram a estrutura do órgão que reúne as sete prefeituras da região. O encontro serviu para apresentação de informações que devem servir como base para que uma estrutura de trabalho integrado entre as cidades do interior seja formatada.

Participaram da reunião a diretora regional de Desenvolvimento da Região Administrativa Central, Edna Martins, e a assessora de Projetos da Prefeitura de Matão, Adriana Grifoni, que foram recebidas pelo secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão, e pelo assessor de Programas e Projetos da entidade regional, José Odilon Paschoal.

“Conhecemos o trabalho realizado pelo Consórcio ABC por meio de pesquisa e também por indicações que recebemos. A possibilidade de criar um consórcio na nossa região é uma vontade principalmente dos pequenos e médios municípios”, afirmou Edna.

A Região Administrativa Central do Estado de São Paulo reúne 26 municípios, com uma população de aproximadamente um milhão de habitantes, tendo São Carlos, Araraquara e Matão como suas maiores cidades.

Brandão apresentou o histórico da fundação da entidade regional, criada em 1990, e detalhou sua estrutura organizacional, destacando a atuação dos Grupos de Trabalho (GTs).

Entre as conquistas do colegiado de prefeitos ao longo das últimas décadas, graças à articulação conjunta dos municípios, o secretário-executivo apontou a construção e manutenção da rede de piscinões pelo Governo do Estado, a instalação dos hospitais estaduais Mário Covas, em Santo André, e Regional Serraria, em Diadema, a implementação de unidades da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec) na região, a instalação da Universidade Federal do ABC (UFABC) e a expansão do Polo Petroquímico de Capuava.

Brandão também apresentou resultados conquistados pelo Programa Casa Abrigo Regional Grande ABC, iniciativa para a proteção às mulheres em situação de violência doméstica, pelo Centro Regional de Formação em Segurança Urbana (CRFSU), que faz treinamento dos Guardas Civis Municipais (GCMs) da região, e pelo Centro de Gerenciamento de Emergências do ABC (CGE ABC).

“Atualmente, é muito mais fácil para as prefeituras unidas por meio de consórcios conseguirem se aproximar do governo estadual e da União. Uma cidade sozinha tem muito menos força”, afirmou Brandão.

Comente aqui