Data: 04/06/2020 21:50 / Autor: Rodolfo Albiero / Fonte: Consórcio Intermunicipal Grande ABC

Consórcio ABC promove reunião para debater reabertura gradual

Reunião com entidades de classe, sindicatos e gestores municipais teve apresentação de plataforma desenvolvida por ONG responsável pelos critérios adotados na retomada das atividades no RS


A ferramenta, denominada Coronacidades, foi apresentada pela organização não governamental (ONG) Impulso, responsável pelos critérios adotados na retomada das atividades no Rio Grande do Sul
A ferramenta, denominada Coronacidades, foi apresentada pela organização não governamental (ONG) Impulso, responsável pelos critérios adotados na retomada das atividades no Rio Grande do Sul

Crédito: Reprodução

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC reuniu nesta quinta-feira (4/6), por meio de videoconferência, sindicatos, entidades de classe e representantes das sete prefeituras da região para debater uma proposta de planejamento de reabertura gradual das atividades econômicas, a partir de plataforma científica para tomada de decisão e protocolos setoriais e graduais.

A ferramenta, denominada Coronacidades, foi apresentada pela organização não governamental (ONG) Impulso, responsável pelos critérios adotados na retomada das atividades no Rio Grande do Sul. Sem custos para a entidade regional, o sistema mapeia o cenário de cada cidade individualmente.

Criado para ajudar prefeituras, o Coronacidades calcula tecnicamente o grau de vulnerabilidade de um município diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A plataforma considera critérios como número de leitos à disposição a cada 100 mil habitantes, o fluxo de pacientes, testagem da população, medidas de isolamento, volume de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e características econômicas.

O diretor de Programas e Projetos do Consórcio ABC, Giovanni Rocco, explicou que o objetivo é trabalhar com uma proposta de protocolos por segmentos, conforme as etapas definidas pelo Governo do Estado.

“A análise dos protocolos dos estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul, assim como dos diferentes segmentos da economia, possibilita planejar a retomada da economia quando a classificação de fase do Grande ABC avançar no plano de reabertura”, afirmou.

Comente aqui