Data: 22/01/2021 14:13 / Autor: Redação / Fonte: Guabi Nutrição e Saúde Animal

Como evitar que as micotoxinas interfiram na saúde e no desenvolvimento do cavalo

Uma vez que o cavalo é intoxicado, pode apresentar reduções significativas na imunidade, na taxa de prenhez, na eficiência produtiva e reprodutiva


Presença de micotoxina na forragem
Presença de micotoxina na forragem

Crédito: Divulgação

Os equinos são animais que, apesar de serem grandes e robustos, são sensíveis como qualquer outro, principalmente, às contaminações por fungos, como a micotoxina. O que o criador precisa entender é que esta contaminação é séria e pode trazer muitos prejuízos para o desempenho do animal e para seu bolso.

As micotoxinas são substâncias tóxicas e consideradas algo natural, resistente e invisíveis ao olho nu. O problema está justamente aqui, por ser algo natural, as micotoxinas podem ser encontradas em diversos locais como na pastagem, nas rações, nas forragens e até nos materiais utilizados para as “camas” do animal.

“Hoje, há centenas de tipos de micotoxinas e o verão é a estação “perfeita” para se desenvolverem. Portanto, é importante garantir que o local de armazenagem da silagem, forragem, fenos, pré-secados e rações esteja sempre livre de umidade e não deixar produto exposto à temperatura elevada”, explica a médica veterinária e supervisora técnica de equinos da Guabi, Claudia Ceola .

O consumo de micotoxinas, mesmo que em baixos níveis, gera um impacto muito grande na saúde animal e consequentemente nos custos da criação. Uma vez que o cavalo é intoxicado, pode apresentar reduções significativas na imunidade, na taxa de prenhez, na eficiência produtiva e reprodutiva, além de poder causar perdas embrionárias e, em casos mais extremos, levar o animal a óbito.

Confira algumas doenças que podem ser causadas:

Em éguas: gestação prolongada, abortos, separação prematura do córion, placenta espessada, retenção de placenta, redução no consumo do alimento, cólicas, morte embrionárias e atraso nas taxas de prenhes.

Em potros: baixa transferência de imunoglobulina, potros fracos, aumento nos índices de pneumonia de aspiração e de casuística de natimortos e mortes súbitas.

Para evitar que o animal seja contaminado, é imprescindível oferecer um complemento nutricional balanceado para uso com forragens. Além destes complementos serem naturais, ou seja, à base de uma cepa específica de levedura, consegue ligar a maioria das micotoxinas existentes e excretá-las do organismo animal, proporcionando maior segurança à dieta. Este tipo de complemento proporciona incremento calórico e proteico à dieta, vitaminas, macro minerais e micro minerais de fontes nobres, como o Cobre e o Zinco Quelatados e o Selênio Orgânico.

Comente aqui