Data: 19/05/2022 11:20 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de São Paulo

Capital paulista acolhe 272 pessoas em situação de rua durante a madrugada fria

Desde a madrugada do dia 05/05, a Prefeitura de São Paulo já realizou 4.104 atendimentos que resultaram em 3.701 pessoas acolhidas em serviços da rede socioassistencial


Morador de rua
Morador de rua

Crédito: José Cruz - Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), realizou 325 atendimentos no período entre 20h30 de quarta-feira (18/05) e 7h desta quinta-feira (19/05). Os atendimentos realizados pela Coordenação de Pronto Atendimento Social (CPAS) resultaram no encaminhamento de 272 pessoas em situação de rua para serviços de acolhimento da rede socioassistencial. Outras 53 pessoas não aceitaram o serviço de acolhida e, também, foram distribuídos 235 cobertores.  

Somente nos primeiros meses de Operação Baixas Temperaturas, a SMADS fará um aporte de 2 mil novas vagas nos serviços de acolhimento da rede socioassistencial (mais de 700 já foram entregues na primeira semana da operação), distribuídas em Centros de Acolhida, hotéis e Centros Esportivos. Elas serão destinadas exclusivamente para a OBT, o que significa quase o dobro do número aditado em 2021, quando foram acrescentadas 1.047 vagas aos serviços da rede. Isso reforça o compromisso desta gestão com a expansão de vagas para atender o aumento da demanda, como aponta o Censo da População em Situação de Rua.

Balanço

Desde a madrugada do dia 5/5, a Prefeitura de São Paulo já realizou 4.104 atendimentos que resultaram em 3.701 pessoas acolhidas em serviços da rede socioassistencial. Outras 403 que não aceitaram acolhimento e foram distribuídos 2.985 cobertores.

Como ajudar?

A população em geral pode ajudar às pessoas em situação de rua solicitando uma abordagem social por meio da Central 156 (ligação gratuita).

O serviço funciona 24 horas por dia e a solicitação pode ser anônima. Entretanto, é importante informar o endereço da via em que a pessoa em situação de rua está com número aproximado, citar pontos de referência, além de características físicas e detalhes de como a pessoa a ser abordada está vestida.

Comente aqui