Data: 24/05/2022 13:15 - Alterado em: 08/06/2022 15:40 / Autor: Redação / Fonte: Projeto Guri

Campanha do Projeto Guri busca apoio financeiro de pessoas físicas e jurídicas

Iniciativa visa sensibilizar e buscar o apoio de pessoas físicas e jurídicas ao Projeto Guri, programa que ajuda a transformar os alunos em protagonistas de suas próprias histórias


Evento de lançamento da campanha #SOUGURI, na Sala São Paulo
Evento de lançamento da campanha #SOUGURI, na Sala São Paulo

Crédito: Andreia Machado

Recém-lançada, a campanha #SOUGURI tem o objetivo de impulsionar as oportunidades oferecidas pelo Projeto Guri, programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerido pela Santa Marcelina Cultura, que ajuda a transformar as alunas e os alunos em protagonistas de suas próprias histórias por meio da música. Um milhão de crianças e adolescentes -- além de suas de famílias e comunidades -- foram (e são) beneficiadas pelo Projeto Guri, desde sua criação, em 1995. 

Uma cerimônia realizada no dia 18 de maio, na Sala São Paulo, marcou o início da campanha. O evento contou com a presença de autoridades e da diretora-presidente da Santa Marcelina Cultura, Irmã Rosane Ghedin. Na ocasião, o público presente pode conferir as apresentações dos Grupos Infantis e Juvenis do Projeto Guri com o Coral Infantil, o Coral Juvenil, a Big Band Infanto Juvenil e a Orquestra Sinfônica. Mais de 120 crianças e adolescentes estiveram reunidos no palco da Sala São Paulo com apresentação transmitida ao vivo pelo Youtube

#SOUGURI 

A campanha #SOUGURI é a oportunidade para que todos os apreciadores e apreciadoras do Projeto Guri colaborem para transformar sonhos em realidade. Para aderir à campanha, é possível contribuir com uma anuidade de R$ 210,00.  Há também a oportunidade de apoiar uma turma inteira ou cursos específicos. O doador pode ser pessoa física ou jurídica. O valor cobrirá os custos dos estudos de um dos alunos ou alunas no ano de 2022. A doação poderá ser feita pela plataforma #SOUGURI

O #SOUGURI possibilitará ainda ampliar o atendimento musical e sociocultural de crianças e adolescentes do Estado de São Paulo por meio de aulas presenciais e virtuais, concertos e apresentações musicais virtuais e presenciais, oficinas online, produção de materiais didáticos, entre outros. Além do fomento para as atividades artístico-musicais locais já existentes.

MÚSICA PARA FORMAR PESSOAS 

Inúmeros são os exemplos do impacto do Projeto Guri na formação dos jovens como a Anna Murakawa, que ingressou no Polo Osasco aos 13 anos e hoje dá aula de violino na Universidade de Sydney, na Austrália; Isaque Elias Lopes, que foi aluno no Polo CEU Perus e da EMESP Tom Jobim e hoje é chefe do naipe de trompa da Orquestra do Theatro São Pedro; Ananda Miranda, estudante dos polos Santos e Araçatuba que tornou-se a primeira mulher a se formar em alaúde no Conservatório de Tatuí e faz especialização na cidade do Porto, em Portugal; Graziella Souza, que iniciou sua formação no Projeto Guri da Capital, passou pela Orquestra Jovem do Estado e atualmente é mestranda em flauta na Hochschule fur Carl Maria Von Weber, em Dresden, na Alemanha; Gabriele Leite, mestranda em violão na Manhattan School of Music, em Nova Iorque/EUA, que conheceu a música no Polo Cerquilho; ou Lucas Martins, do Polo Bauru, que integrou a Orquestra Jovem do Estado e hoje faz pós-graduação na Universidade de Artes de Zurique, na Suíça, entre tantos outros. 

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­PARA FAZER A DOAÇÃO

Para aderir à campanha, é possível contribuir com uma anuidade de R$ 210,00. A doação poderá ser feita pela plataforma da Campanha #SOUGURI.


Comente aqui