Data: 16/09/2021 20:26 / Autor: Redação / Fonte: Governo de São Paulo

Boletim Coronavírus - São Paulo - 16/09/21

Taxa de ocupação dos leitos destinados a pacientes com Coronavírus nesta quinta, 16, é de 32,7% para leitos exclusivos de UTI no Estado


Crédito: Reprodução

O Estado de São Paulo registra atualmente a menor média diária de novos casos de COVID-19 deste ano: são 3.906 por dia, número que chegou a ser quase quatro vezes maior no pico da segunda onda da pandemia.

Esta baixa média em setembro se manteve mesmo com a inclusão de dados represados após mudanças definidas pelo DataSUS/Ministério da Saúde para extração dos dados do E-SUS, sistema federal para notificação de casos leves da doença (mais informações abaixo).

A média diária de novos óbitos verificada em setembro também é a menor do ano, até o momento. Até hoje (16), o cálculo é de 123 mortes por dia, número que foi quatro vezes maior em junho, quando a média foi de 543 diariamente.

Os dados mostram que o declínio de casos, internações e óbitos da COVID-19 é um fato concreto e sustentado no tempo. Esta melhora dos indicadores é resultado do êxito da campanha de vacinação, que reduz o agravamento e a mortalidade pela doença.

O número de internados também já é quase seis vezes menor que o do pico da segunda onda, quando chegou a ultrapassar 31 mil pacientes graves em assistência hospitalar. Hoje (16), são 5.412 pessoas hospitalizadas, somando 2.611 em leitos de Terapia Intensiva e 2.801 em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Estado hoje é de 32,7% e na Grande São Paulo é de 38,7%.

Entenda as mudanças do E-SUS

As estatísticas de casos leves de COVID-19, notificadas no E-SUS, estavam impactadas desde que o DataSUS realizou mudanças na API (sigla em inglês para “Application Programming Interface”) que alteraram o desfecho de casos confirmados de COVID-19 e afetaram a dinâmica de extração dos dados. Não houve nenhuma mudança com relação ao SIVEP, sistema onde são notificados os casos de internação e mortes.

A nova API do E-SUS foi liberada no dia 8 de setembro pelo DataSUS, e a partir de então as equipes técnicas trabalharam na adequação dos processos.

Com a alteração, passam a ser contabilizados no balanço geral 22.678 casos além dos previamente disponíveis no E-SUS, que são relativos a notificações entre março e julho. Todos foram computados neste dia 16 de setembro e, ainda assim, as estatísticas não tiveram reversão da tendência de queda.

Com esta inclusão, o balanço acumulado em todo o período passa a ser de 4.325.189 casos. Desse total, 4.105.705 tiveram a doença e já estão recuperados, sendo que 446.259 foram internados e receberam alta hospitalar. Houve também 147.811 óbitos.

Comente aqui