Data: 06/05/2020 14:05 / Autor: Redação / Fonte: Aromeiazero

Besouro e Viver de Bike lançam curso online Negócio de Bike

As aulas do curso Negócio de Bike vão ocorrer via YouTube de 18 a 25 de maio, das 17 às 20 horas


Bicicletaria em Pinheiros. Busca por bicicletas tende a crescer após encerramento da quarentena (2018)
Bicicletaria em Pinheiros. Busca por bicicletas tende a crescer após encerramento da quarentena (2018)

Crédito: Rogério Viduedo

Com a perspectiva de aumento na demanda por uso de bicicleta após o encerramento da quarentena imposta pela crise do coronavírus, a criação de negócios que envolvam a bike pode ser uma oportunidade para potenciais microempreendedores saírem da crise no pedal.

Em parceria com o Viver de Bike do Aromeiazero, a Agência Besouro de Fomento Social vai realizar uma capacitação online e gratuita para quem tem uma ideia de gerar renda com bicicleta. As aulas do curso Negócio de Bike vão ocorrer via YouTube de 18 a 25 de maio, das 17 às 20 horas, e serão ministradas por profissionais de marketing e administração que também são donos de negócios.

A capacitação é dividida em 11 etapas que abordam finanças, comunicação online e offline, gestão de pessoas, entre outros. A Besouro vai aplicar a metodologia By Necessity, que capacita empreendedores emergentes em favelas ou comunidades periférica interessadas a abrir e manter um negócio próprio.

O Negócio de Bike terá a mentoria de Vinicius Mendes Lima, mestre em Marketing Estratégico e criador da metodologia que já ajudou milhares de microempreendedores e microempreendoras espalhados pelo Brasil a criar os próprios negócios.

A formação tem apoio do Viver de Bike, curso presencial mantido pelo Aromeiazero com patrocínio da Fundação Volkswagen, que apresenta a bicicleta como forma de transformação social e geração de renda para jovens em vulnerabilidade social. As atividades foram interrompidas devido às medidas de isolamento social.

Enfrentar a crise econômica

Criar um negócio com bicicleta pode ser uma solução para enfrentar a crise econômica e o desemprego decorrentes da pandemia. Economistas preveem quedas acentuadas nos produtos internos brutos de países do mundo inteiro.

Por outro lado, a adoção do uso da bicicleta como transporte tem sido incentivada em diversas cidades do mundo como solução para evitar o contágio pelo coronavírus no transporte público.

Cidades na Colômbia, Estados Unidos, Alemanha, Nova Zelândia e Espanha, entre outras, implantaram ciclovias temporárias para dar mais segurança para quem precisa trabalhar e quer ir de bicicleta e estão incentivando essa modalidade de transporte. Já o Estado de São Paulo incluiu no decreto de quarentena as bicicletarias como serviço essencial.

Otimismo de quem já trabalha com bicicletas

 Apesar das quedas nas vendas por conta do coronavírus, quem já é empresário do ramo no Brasil está otimista com o futuro dos negócios. Pesquisa divulgada pela Aliança Bike realizada com 161 lojistas de 17 Estados do país entre 15 de março e 15 de abril mostra que, para 75% dos entrevistados, a bicicleta será a principal solução de deslocamento nas cidades e, por isso, estimam que a demanda por produtos e serviços da bicicleta ficará acima da média após a retirada das medidas de isolamento.

O Negócios da Bike faz parte do programa Besouro Online, uma plataforma de cursos gratuita para a criar e manter um negócio, com poucos recursos, em tempos de coronavírus. As inscrições estão abertas no endereço https://www.agenciabesouro.com.br/online.

Comente aqui