Data: 15/09/2019 14:15 / Autor: Redação / Fonte: Assessoria

Atrações gratuitas no Parque Ibirapuera alertam para doenças respiratórias

Campanha RespirAção visa conscientizar a população sobre o impacto da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI)


Atrações gratuitas no Parque Ibirapuera alertam para doenças respiratórias
Atrações gratuitas no Parque Ibirapuera alertam para doenças respiratórias

Crédito: Junior Rosa

A cidade de São Paulo (SP) é palco da abertura e do encerramento da Campanha RespirAção, neste fim de semana-14 (sábado) e 15 de setembro (domingo), das 9h às 17 h, no Parque Ibirapuera. O espaço conta com atividades gratuitas de alongamento, yoga e pilates, ministradas e acompanhadas por profissionais especializados.

O circuito tem ainda bicicletas estacionárias, conectadas a um gerador, nas quais os participantes poderão pedalar e, ao mesmo tempo, colaborar para a “doação de ar” simbólica destinada a encher de ar um pulmão inflável de quatro metros de altura.

O projeto itinerante também passará por Porto Alegre (RS), dias 5 e 6 de outubro, no Parque da Marinha, antes de ser finalizado, quatro dias depois, novamente no Parque  Ibirapuera. O montante de ar “arrecadado” nas três etapas da campanha servirá para encher o último e maior pulmão inflável gigante, de oito metros de altura, que ficará exposto e iluminado na Avenida Pedro Álvares Cabral, em frente ao portão 10 do Ibirapuera. Durante as três etapas, um painel digital informará, em tempo real, a quantidade de “ar doada” por paulistanos e porto-alegrenses.

Iniciativa da Boehringer Ingelheim campanha RespirAção é reforçar que falta de ar não é normal, além de aumentar a conscientização sobre as doenças respiratórias e a busca pelo diagnóstico preciso e de preferência precoce. A falta de ar constitui um dos principais sintomas associados a doenças respiratórias crônicas como, por exemplo, a Doença Pulmonar Respiratória Crônica - DPOC (popularmente conhecida como enfisema pulmonar ou bronquite crônica), que possui alta prevalência na população brasileira, e a Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI), uma doença considerada rara que acomete principalmente pacientes mais idosos acima de 60 anos.

Como esses cenários crônicos geram um impacto negativo não apenas para os acometidos, mas também a seus familiares, cuidadores e aos cofres públicos, é muito importante alertar para sintomas como falta de ar e/ou tosse crônica, condições que exigem investigação de um médico pneumologista para diagnóstico e tratamento precoces.

A campanha conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT) e da Sociedade de Pneumologia e Tisiologia do RS (SPTRS), além da Casa Hunter, Associação Brasileira de Apoio à Família com Hipertensão Pulmonar e Doenças Correlatas (ABRAF), Associação Crônicos do Dia-a-Dia (CDD), Rappi® e Muitos Somos Raros.

Ação: 1ª etapa da Campanha RespirAção

Atividades gratuitas: Alongamento, bicicleta, yoga e pilates

Data: 14 e 15 de setembro (sábado e domingo)

Local: Ponte Arena de Ferro, portão 10, Parque Ibirapuera

Horário: 9h às 17h

Comente aqui