Data: 11/07/2019 17:06 / Autor: Redação / Fonte: Itaú Cultural

Apresentações musicais acompanham a mostra da Ocupação Lydia Hortélio

Lucilene Silva e Adelsin, com as crianças da OCA, também fazem uma performance musical Si Colomi, um diálogo entre brincadeiras da tradição brasileira, música e a dança


Elisa Goritzki
Elisa Goritzki

Crédito: Martinho Souza

De 18 a 21 de julho (quinta-feira a domingo), o palco do Itaú Cultural traz apresentações que dialogam e estabelecem sinergia com a Ocupação Lydia Hortélio, cuja abertura acontece no sábado, dia 20, às 11h. A cada noite, um show diferente canta ou toca o universo pesquisado pela homenageada na mostra, em suas andanças pelo país em busca das culturas de infância.

Na quinta-feira, às 20h, a flautista Elisa Goritzki apresenta o show Alma Brasileira. O espetáculo traz a flauta doce de Elisa, o cavaquinho de Messias Britto, o violão de 7 cordas de Gian Correa e o pandeiro de Rafael Toledo e músicos convidados: Isaías Bueno, no bandolim, Israel Bueno em mais um violão de 7 cordas e Ian Lasserre, que entra com o seu violão e a sua voz.

A musicista apresenta o chorinho como que tem, como ponto de partida, o ato de brincar – tema que está na base da pesquisa de Lydia Hortélio, sua mãe, sobre as culturas da infância, como formação da identidade individual e do país. Assim, Elisa mergulha neste que é um dos gêneros mais importantes da música brasileira e apresenta um repertório composto por canções contemporâneas totalmente instrumental.

Pereira da Viola se apresenta no dia seguinte, sexta-feira, 18, no mesmo horário. A música do cantor, compositor e violeiro é de raiz e da cultura popular. Nascido na Comunidade Quilombola de São Julião – município de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, em Minas Gerais, Pereira é filho de foliões: o sanfoneiro João Preto e Mãe Augusta, cantadeira de Folia de Reis e de todo tipo de cantigas de roda, batuques e brincadeiras.

Ainda criança, Pereira da Viola acordava à noite ao som das folias que visitavam sua casa trazendo violas, sanfonas, caixas de folia e muita cantoria. Neste ambiente sonoro, fez-se a base de sua musicalidade, que recheia o show no Itaú Cultural.

Na noite do sábado, Regina Machado se apresenta às 20h em Régua e Compasso. Histórias para bela Lydia. Para este espetáculo, ela escolheu contos e cantos de tradição oral, em homenagem a Lydia Hortélio, ressaltando as muitas conversas entre música, instrumentos musicais e melodias das palavras, entrelaçamento comum nas culturas humanas do mundo encantado. Dois artistas são seus convidados: Elisa Goritzki, que sobre ao palco com a sua flauta e seu canto e Thomas Howard, com violão e santur.

Encerrando a série musical ligada à exposição, às 17h do domingo tem a performance Si Colomi construída a partir do diálogo entre brincadeiras da tradição brasileira, música e dança, com inspiração no repertório pesquisado por Lydia Hortélio.

Nelas, a pesquisadora, cantora e brincante Lucilene Silva e o inventor de brinquedos, escritor e pesquisador das culturas da infância e um dos curadores da Ocupação Lydia Hortélio, Adelsin Murta, apresentam a linguagem de movimento dos brinquedos da tradição, que se articulam nos espaços de várias formas: filas, rodas, semicírculos, pares e grupos. 

Com elas, constroem um desenho coreográfico a partir de brincadeiras cantadas e ritmadas como roda, mão, corda, elástico, brinco e amarelinha, entre fragmentos de música, percussão e danças brasileiras. Construída em diálogo com Lydia Hortélio, a performance conta com a participação de um grupo de 30 crianças e adolescentes da Oca Escola Cultural e cinco músicos, sendo quatro deles participantes dos discos gravados por Lydia nas últimas décadas.

SERVIÇO

Data: 18/07
Horário: às 20h
Apresentação: Elisa Goritzki em Alma Brasileira
Duração: 90 minutos
Local: Sala Itaú Cultural
Endereço: Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Data: 19/07
Horário: às 20h
Apresentação: Pereira da Viola
Duração: 90 minutos
Local: Sala Itaú Cultural
Endereço: Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Interpretação em Libras

Data: 20/07
Horário: às 20h
Apresentação: Regina Machado em Régua e Compasso. Histórias para Dona Lydia
Duração: 90 minutos
Local: Sala Itaú Cultural
Endereço: Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Interpretação em Libras

Data: 21/07
Horário: às 17h
Apresentação: Performance musical Si Colomi
Duração: 90 minutos
Local: Sala Itaú Cultural
Endereço: Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Interpretação em Libras

Comente aqui