Data: 13/09/2019 14:11 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Após incêndio, Viaduto Alcântara Machado passa por vistoria nesta sexta

Um incêndio destruiu na noite desta quinta-feira, 12, barracos localizados embaixo do Viaduto Alcântara Machado, na Mooca, bairro da zona leste de São Paulo


Após incêndio, Viaduto Alcântara Machado passa por vistoria nesta sexta
Após incêndio, Viaduto Alcântara Machado passa por vistoria nesta sexta

Crédito: Reprodução/Twitter

A Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) faz vistoria e avalia as condições do viaduto na manhã desta sexta-feira, 13, para avaliar as condições de tráfego no local.

No início da manhã, a estrutura permanecia interditada e a Prefeitura indicava trajetos alternativos pelas Avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia. A Rua Piratininga, no Brás, também foi fechada. Não há previsão de liberação.

Às 19h07 desta quinta, o Corpo de Bombeiros foi acionado para ocorrência no local e três viaturas foram deslocadas para a região, controlando as chamas em poucas horas.

A corporação não informou o que teria iniciado o incêndio e às 23h25 deixou a área após um trabalho de rescaldo. Cerca de 100 pessoas tiveram seus locais de moradia destruídos pelas chamas.

De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), que esteve no viaduto após o incêndio, as pessoas se recusaram a receber acolhimento. Ele disse que a ocupação da área do viaduto, onde moram um total de 130 famílias, tem um pedido de reintegração de posse pela administração municipal que estava sendo deliberado pela Justiça.

"É um daqueles casos em que estamos tentando uma saída no Poder Judiciário e não depende apenas da Prefeitura. Estávamos às vésperas de marcar a operação e infelizmente aconteceu essa fatalidade", disse Covas.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) prestou atendimento para 32 famílias afetadas pelo incêndio no viaduto.

Comente aqui