Data: 13/10/2021 21:37 / Autor: Redação / Fonte: Alesp

Alesp recebe mais de mil sugestões da população para o Orçamento de 2022

Das demandas cadastradas no site, 46% são voltadas à área da saúde


Crédito: Divulgação

A Assembleia Legislativa de São Paulo percorreu 8.000 quilômetros pelo Estado-distância equivalente a ida e volta do Oiapoque ao Chuí- em 26 audiências públicas da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento para ouvir a população sobre demandas ao Orçamento estadual do próximo ano. Até agora, mais de mil sugestões foram enviadas ao Legislativo paulista. E nesta quinta-feira, dia 14 de outubro, a partir das 14h, a comissão realiza o último encontro na sede do Parlamento para obter as demandas da população.

Ao todo, as 16 regiões administrativas foram representadas nas reuniões realizadas nos municípios de Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Campinas, Cubatão, Euclides da Cunha, Franca, Francisco Morato, Itapecerica da Serra, Itapeva, Mococa, Ribeirão Preto, Mogi das Cruzes, Tatuí, Osasco, Ourinhos, Piracicaba, Presidente Prudente, Registro, Santos, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Quase 500 pessoas se cadastraram pelo site da Alesp para participarem dessas audiências de forma remota, pela plataforma Zoom. Foi a primeira vez que o Parlamento usou a tecnologia de reunião virtual, em razão dos impedimentos causados pela pandemia da Covid-19. Nas cidades, os encontros puderam ser realizados de forma híbrida, respeitando as regras sanitárias locais.

"A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realizou um excelente trabalho ao promover as audiências públicas do Orçamento de forma híbrida, atendendo as recomendações sanitárias em razão da Covid-19 e, ao mesmo tempo, garantindo a participação da população por meios como o portal e o Whatsapp, que foi uma inovação neste ano", disse o presidente Carlão Pignatari.

O presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento (CFOP), deputado Gilmaci Santos (Republicanos), afirmou que o ciclo de reuniões deste ano teve um saldo muito positivo. "Eu, particularmente, estou muito contente por ter participado de todas as audiências públicas que nós tivemos em 2021". "A gente conseguiu colher das autoridades, lideranças e das pessoas mais simples, suas necessidades, em relação ao orçamento 2022", declarou.

Só pelas demandas cadastradas pelo site, 46% foram direcionadas à saúde. Para o parlamentar, além dessa área, a infraestrutura ligada ao transporte e a mobilidade foi uma das demandas mais apresentadas. "O pleito é geral em quase todas as regiões do interior", disse. "Eu acho que o governo deveria dar uma atenção muito especial a esse setor", pontuou.

Juntas, as áreas de educação, segurança, transporte, meio ambiente e cultura correspondem a 27,5% das sugestões enviadas pelo site.

Já as demandas locais e enviadas pelo WhatsApp serão incluídas no relatório final. De acordo com Gilmaci, a Comissão pretende atender o maior número de demandas possíveis. "São muitas e nós temos um limite no orçamento, mas vamos trabalhar para atender o máximo que puder, o máximo que for possível", concluiu.

Comente aqui