Data: 17/09/2020 18:32 / Autor: Redação / Fonte: Assessoria

2ª Etapa do DTC Tour 2020 começa em Itatiba com Top 10 Challenge

Competição tem a premiação recorde de R$1,65 milhões


Crédito: Felippe Saad

A segunda etapa do DTC Tour 2020 começou hoje (quinta-feira, 17/09), às 9 horas da manhã, no Doda Training Center, em Itatiba, interior de São Paulo, já com a participação dos melhores cavaleiros do concurso numa inédita prova classificatória com obstáculos de 1,40 m de altura e uma premiação recorde de R$ 1,65 milhões para um campeonato de provas individuais.

Disputada por cavaleiros das categorias Junior, Young Rider e Senior, a prova contra o cronômetro classificará os dez melhores conjuntos para a especial disputa Top Ten Challenge criada pela organização, a ser realizada às 19 horas desta quinta-feira, com obstáculos de 1,40 metro e desempate.

“A nossa ideia é fazer com que as principais disputas possam ser acompanhadas, pelo menos, por todos os participantes do evento. Assim, em vez de deixar muito longa a série de 1,40 metro, dividimos ela em duas partes, deixando a etapa final mais emocionante para não só quem está na pista como também pra quem está assistindo do lado de fora, os cavaleiros menos experientes que disputam as séries mais baixas de 1,10 a 1,30 metro de altura”, explica o cavaleiro olímpico Doda Miranda, o criador e organizador do DTC Tour 2020.

Pelos resultados da primeira etapa, realizada em fins de agosto, o favorito para o Top Ten Challenge de hoje é Lúcio Osório, que venceu o Grande Prêmio, de 1,45 metro de altura, com Kappa de Kijas e ficou em segundo na prova “Clássica”, de 1,40 metro, com Empire Ipiranga. O seu maior adversário será Stephan Barcha, que vem de vitória na “Clássica”, a última disputa da etapa inicial, com Chevaux Zilverstone.

Mas, como o esporte hípico depende muito de dia e da própria disposição do momento não só do cavaleiro e até mais do próprio cavalo, o Top Ten Challenge tem outros fortíssimos candidatos à vitória, como o próprio Doda Miranda, que vem retornando muito bem às pistas e de outros cavaleiros que costumam ganhar muitas provas, como José Roberto Reynoso Fernandes Filho, Bruno Pessanha, Guilherme Foroni, Luís Felipe Pimenta Alves, André Moura e Marcelo Ciavaglia.

PREMIAÇÃO RECORDE DE R$ 1,65 MILHÕES

Com uma premiação recorde para um campeonato de provas individuais, de R$ 1.650.000,00, o DTC Tour 2020 está atraindo os principais cavaleiros do país nesta temporada e neste difícil período de pandemia que o esporte mundial está vivendo. A primeira etapa distribuiu R$ 200 mil, a segunda, a terceira e a quarta oferecem R$ 230 mil em cada uma delas. Já a grande final DTC Tour Christmas, de 14 a 20 de dezembro, serão R$ 780 mil para os melhores classificados em todas as categorias.

Na primeira etapa, Lúcio Osório foi quem conquistou o maior valor em prêmios dos R$ 200 mil distribuídos. Com R$ 30 mil da vitória no GP e R$ 12 mil pelo segundo lugar no “Clássico”, o melhor cavaleiro do evento na abertura da temporada do DCT Tour saiu com R$ 42 mil de Itatiba. O vencedor do “Clássico”, Stephan Barcha, recebeu R$ 20 mil pela vitória e mais R$ 10.700,00 por ter se classificado em outras três provas, totalizando R$ 30.700,00. Cavaleiro que certamente ficou satisfeito com o seu segundo lugar no GP foi Guilherme Foroni, que ganhou R$ 18 mil.

Veja, agora, os cavaleiros que faturaram também bons prêmios na primeira etapa: Pedro Cordeiro (R$ 17 mil), Luís Felipe Pimenta (R$ 10 mil), André Moura (R$ 9 mil), Lourenço da Silva (R$  8.200,00), Carolina Chade (R$ 8 mil), Bruno Pessanha (R$ 7.200,00) e José Roberto Reynoso Fernandez Filho (R$ 7 mil). Ao todo, na abertura de temporada o DTC Tour 2020 premiou 28 cavaleiros em suas 19 provas.

Comente aqui