Data: 11/02/2019 16:10 / Autor: Redação / Fonte: PMSCS

Taekwondo de São Caetano ganha 23 medalhas em Grand Slam do Rio de Janeiro

Parque Olímpico do Rio de Janeiro recebeu atletas de todo o Brasil para o Grand Slam Taekwondo-2019 que contou com relevante participação de São Caetano. Correção: foram 24 medalhas


Crédito: Arquivo Pessoal

O taekwondo de São Caetano do Sul continua sendo reverenciado Brasil afora. No último final de semana, entre os dias 8 e 10 de fevereiro, atletas e treinador são-caetanenses conquistaram 24 medalhas e prêmios individuais, no Grand Slam Taekwondo-2019, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, local onde foi disputada a modalidade nos Jogos Olímpicos, em 2016.

O evento, que reuniu mais de 300 dos mais bem ranqueados taekwondistas do Brasil, como os medalhistas olímpicos Maicon Andrade (Rio 2016), Edival Pontes (YOG 2014) e Sandy Macedo (YOG 2018), foi mais uma prova de grande relevância que o taekwondo de São Caetano tem no cenário nacional.

Ao todo foram 24 medalhas (10 de ouro, 7 de prata e 7 de bronze), além de terem sido chamados dois atletas para a seleção brasileira Cadete (João Victor Mota da Silva até 45 kg e Rafaela de Arruda Castro até 51 kg),  cinco para a seleção brasileira Júnior (Victor Kazuya Ishihara dos Santos até 51kg, William Silva Cavalcante até 55kg, Filipe Rabello até 59kg, Pedro Eduardo Mota da Silva até 59kg e Luana lojudice Gonçalves até 59kg) e dez para a seleção brasileira Adulta (Natália Diniz até 53kg, Mickaele Musialowski até 53kg, Sandy Macedo até 57kg, Rafaela Vieira de Araújo até 57kg, Caroline Gomes dos Santos até 62kg, Milena Titoneli Guimarães até 67kg, Henrique Preciso de Moura até 74kg, Nickolas Souza Ribeiro até 74kg, Lucas Ostapive até 80kg e Ícaro Miguel Martins Soares até 87kg).

Após as cerimônias de medalhas, a CBTkd premiou os melhores do taekwondo de 2018 e conquistaram troféus como Melhor Treinador Adulto, Clayton dos Santos, e como Melhor Atleta Júnior, Sandy Macedo, ambos da Two Brothers Team de São Caetano do Sul.

“Mais uma vez, São Caetano do Sul mostrou que temos potencial para transformarmos a cidade na capital brasileira do taekwondo”, comenta Marcelo Todaro, coordenador da modalidade na secretaria de Esporte, Lazer e Juventude de São Caetano.

Crédito: Arquivo Pessoal

Comente aqui