Data: 10/10/2018 14:33 / Autor: Redação / Fonte: PMSCS

São Caetano valoriza carreira do professor com formação continuada

A formação continuada em serviço é realizada em toda a rede municipal, da Educação Infantil ao Ensino Médio, sob coordenação do Cecape


Formação Continuada SEEDUC - EMEF Oswaldo Massei
Formação Continuada SEEDUC - EMEF Oswaldo Massei

Crédito: Divulgação/PMSCS

Neste ano, pela primeira vez na história de São Caetano do Sul, os professores da rede municipal de ensino estão recebendo 11 parcelas de abono, com valores que variam de R$ 250 a R$ 1.000, conforme função e número de aulas ministradas. Mas a bonificação não é a única forma de estímulo ao profissional e à qualidade do ensino da cidade.

A Secretaria de Educação da Prefeitura de São Caetano do Sul desenvolve um minucioso trabalho de formação continuada em serviço, por meio do qual o professor torna-se um profissional mais capacitado e seguro no exercício da carreira docente.

“O objetivo da formação continuada em serviço é a capacitação e, sobretudo, a atualização dos docentes que atuam na rede municipal de Educação. Todos os dias surgem novos conhecimentos e tecnologias e os professores precisam acompanhar essas mudanças”, afirma a professora Janice Paulino César, secretária de Educação.

A formação continuada em serviço é realizada em toda a rede municipal, da Educação Infantil ao Ensino Médio, sob coordenação do Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação (Cecape) Dra. Zilda Arns. “O Ensino Fundamental em São Caetano do Sul é o melhor da região Sudeste e pretendemos avançar ainda mais”, diz o diretor do Cecape Paulo Sérgio Garcia.

Os educadores do Cecape visitam semanalmente cada uma das 63 escolas da rede municipal. Cada formador fica encarregado de acompanhar quatro ou cinco escolas.  Segundo a professora Meire Bacci, assessora de formação do Fundamental I, existe uma relação de parceria entre o professor e o educador que exerce o trabalho de tutoria. “Fomos ganhando a confiança dos professores. Eles nos veem como parceiros e nos chamam para ajudá-los quando enfrentam alguma dificuldade”.

EDUCAÇÃO DO OLHAR

Na semana passada (dia 03/10), a EMEF Oswaldo Samuel Massei recebeu mais uma visita da educadora do Cecape Margarete Pezzo. O foco de suas visitas tem sido as aulas de leitura e interpretação textual, que a escola busca aprimorar. A formação se dá em três momentos: inicialmente, a educadora fornece subsídios teóricos para a capacitação. Em um segundo momento acompanha presencialmente uma aula. Depois, juntamente com a coordenação pedagógica (exercida por Sílvia Grisant, na Oswaldo Massei), faz um balanço do trabalho realizado e dá orientações para o aprimoramento da atividade.

Na aula desta quarta, a professora Camila Lima tinha um desafio: fazer a mediação da leitura e interpretação de um livro que continha mais imagens do que texto. “Ela precisava estimular a classe a ´ler as imagens’, despertando em alunos já alfabetizados a capacidade de interpretar aquilo que não está totalmente aparente”, explica a educadora Margarete.  “A formação me abriu novos olhares para a interpretação das imagens, ajudando-me a estimular as crianças a interagirem com a história”, diz a professora Camila.

Formação Continuada SEEDUC - EMEF Oswaldo Massei - Silvia, Camila e Margarete
Formação Continuada SEEDUC - EMEF Oswaldo Massei - Silvia, Camila e Margarete

Crédito: Divulgação/PMSCS

Comente aqui