Data: 11/01/2018 16:20 / Autor: Fabrício Cortinove Pelachine / Fonte: AD São Caetano

Filho de craque tem identidade própria ... e forte

Vindo de família de atletas, Vinicius Kiss se distancia de comparações e trilha próprio caminho. Meio-campista foi um dos reforços apresentado pelo Azulão para o Campeonato Paulista


Crédito: Fabrício Cortinove

O elenco do São Caetano, formado para a disputa da Série A-1, possui alguns nomes que representam a continuidade de craques de décadas passadas no futebol. Além do goleiro Helton Leite, filho do também arqueiro João Leite, encaixa-se neste perfil Vinicius Kiss.

Recém-contratado pelo Azulão, o meio-campista é filho de Sidney, que formou ao lado de Müller e Silas os “Menudos do Morumbi”, na década de 1980. Apesar das orientações recebidas pelo pai ao longo da vida, o jogador do Pequeno Gigante ressalta quanto se esforça para se distanciar das comparações com o antigo craque do São Paulo.

 “Na realidade foi algo bem difícil no início de carreira, pois trouxe um peso maior por efeito de comparação. Tive que provar que tinha condição (de vingar entre os profissionais) e desvincular a minha imagem da dele. Ele foi um tipo de jogador, atuava em certa posição e construiu a sua história. Eu tenho outra característica, sou outro jogador e estou construindo a minha carreira também. São situações distintas”, disse o meia, antes de destacar como essa realidade contribuiu pelo seu desenvolvimento. “Precisei amadurecer mais cedo e trabalhar bastante para que essas comparações deixassem de existir. Isso me estimulou muito para poder crescer”, contou.

Além de ser filho de Sidney, o reforço azulino também é sobrinho de Toninho Tobias, nome que fez parte do elenco campeão da Copa Conmebol de 1994 pelo São Paulo. Time esse conhecido por “Expressinho”, e comandado na época por Muricy Ramalho.

PAULISTÃO
Mesmo tendo participação fundamental no recente acesso do Paraná à Série A do Brasileiro, Vinicius Kiss optou em retornar ao futebol paulista em 2018.  De acordo com o meio-campista, a força da Série A-1 foi o atrativo que o fez aceitar o desafio de atuar no Anacleto Campanella.

 “A diferença do Campeonato Paulista é que nele estão os principais jogadores do Brasil durante o primeiro semestre. Os clubes grandes possuem maior investimento, mas os menores também possuem. Aqui (São Paulo) estão os atletas das Séries A e B do Brasileiro. Sendo assim, o nível da disputa é muito alto”, explicou.

COPA DO BRASIL
Em nota divulgada nesta quinta-feira pela CBF, ficou definida a data do confronto entre São Caetano e Criciúma, pela primeira fase da Copa do Brasil. O duelo entre as equipes será realizado no dia 7/2(quarta-feira), às 19h30, no Anacleto Campanella.

JOGADORES DO AZULÃO TOMAM VACINA CONTRA FEBRE AMARELA
Em fase final de preparação na pré-temporada realizada no Oscar Inn Eco Resort, o elenco do Pequeno Gigante passou por atividade diferente na tarde desta quinta-feira. Todos os jogadores, que integram a equipe profissional do Azulão, foram vacinados visando a imunização da febre amarela.

A Associação Desportiva São Caetano agradece ao ex-jogador Oscar, que articulou esta ação com o secretário de saúde de Monte Sião, Rafael Batista de Souza, e o prefeito José Pocai Junior. Além das enfermeiras Paula, Elizama e Roberta que atenderam aos nossos atletas.

O Azulão estreia no Campeonato Paulista no próximo dia 17(quarta-feira). Data que enfrenta o Ituano, às 19h30, no Novelli Júnior, em Itu.

Comente aqui