Data: 22/09/2016 18:36 / Autor: Redação / Fonte: EPR

Termomecanica expande atuação e ingressa no mercado de Alumínio

Para diversificar, a líder no setor de transformação de Cobre e de suas ligas irá fabricar também produtos de Alumínio, sobretudo pela sinergia dos processos de produção.


Como parte de sua estratégia de crescimento, a Termomecanica está diversificando a atuação e ingressando no mercado de Alumínio. A empresa, que detém a liderança da indústria de transformação de Cobre, passará a fabricar uma linha de produtos de Alumínio para atender segmentos como refrigeração, automobilístico, embalagem e construção, entre outros. Estão sendo investidos recursos da ordem de R$ 27 milhões, na adequação de dois galpões, totalizando 4.200 m2, localizados em uma de suas unidades fabris, em São Bernardo do Campo (SP), e na aquisição de equipamentos e tecnologias para viabilizar o novo negócio.

O projeto terá duas fases: a primeira, que acaba de ser ativada e é voltada ao consumo interno e à área de influência do Mercosul, deve produzir entre 200 e 250 toneladas por mês; e a segunda, com início ainda não previsto, alcançará outras regiões do globo, com uma capacidade produtiva em torno de 1.500 toneladas. Somando-se todas as indústrias que podem ser atendidas na primeira etapa, estima-se um potencial a ser explorado pela TM de duas mil toneladas por mês. Já na segunda fase, as oportunidades de negócios serão mais amplas, pois somente o mercado interno está estimado em até 130 mil toneladas por ano.

“Há um grande potencial para o Alumínio por conta da versatilidade e variedade de aplicações que comporta. É um metal alternativo ao Cobre para o setor de refrigeração; ao aço na indústria automobilística; e ao papel, plástico e vidro no setor de embalagem, apenas para citar alguns exemplos”, explica Regina Celi Venâncio, presidente da Termomecanica.

Assim como acontece com o Cobre, a TM também atenderá necessidades especiais dos clientes com a fabricação de ligas de Alumínio mais complexas, de maior valor agregado e que, normalmente, não são foco dos fabricantes em nível mundial, o que criará boas oportunidades no mercado internacional, assim como localmente.

Com base em uma infraestrutura consolidada, na qualificação técnica de sua equipe e devido à sinergia existente nos processos produtivos do Cobre e do Alumínio, a TM realizou pequenas adaptações na área industrial para que o projeto fosse viabilizado e fará outras, de acordo com o crescimento da demanda. Foram adquiridas máquinas extrusoras, trefiladoras, além de equipamentos acessórios para apoiar a fabricação de tubos para refrigeração, condensadores, radiadores, entre outros, e uma linha de fabricação de barramentos elétricos para instalações residenciais, prediais, industriais e em projetos de maior porte. A maleabilidade dos recursos adquiridos também viabilizará a fabricação de perfis leves e médios de Alumínio com aplicação na indústria alimentícia, elétrica, vestuário e automobilística. Na fase dois, está prevista a aquisição de um conjunto de fornos, estação de fundição de barras, entre outros. Com essa estrutura, serão fabricados outros produtos.

Para dar início à operação, a TM realocou mão de obra já especializada proveniente de outras áreas e efetivou alguns estagiários. O projeto começa com uma equipe de 15 funcionários que será ampliada na medida em que o volume de produção aumentar e novos equipamentos forem incorporados, podendo atingir 120 postos de trabalho, considerando turnos ininterruptos.  

Comente aqui