Data: 26/03/2014 15:06 / Autor: Marcelo Dorador / Fonte: PMSBC

Minha Casa, Minha Vida de São Bernardo beneficiará 800 famílias

Documento assinado na noite de terça-feira pelo prefeito Luiz Marinho garante construção no Bairro Cooperativa; servidores municipais estão entre beneficiados

O prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, assinou na noite da terça-feira (25) o primeiro contrato do Programa Minha Casa, Minha Vida/Entidades do município, que irá construir 800 unidades habitacionais no Bairro Cooperativa. Ao todo serão investidos R$ 76,8 milhões, entre recursos federais e estaduais.

"Estamos iniciando o atendimento a um número importante de servidores, e tenho só a agradecer a cada um de vocês aqui presentes por sua organização e luta. Não há nada mais importante do que a possibilidade de oferecer moradia digna às famílias. E temos que reconhecer o trabalho e esforço de todos que viabilizaram esse processo", declarou Luiz Marinho.

O empreendimento organizado pelo Centro de Formação Popular "Frei Betto" foi selecionado por meio da Portaria 37, de 24 de janeiro de 2013, do Ministério das Cidades. As moradias vão atender prioritariamente associados há mais de seis meses ao Centro de Formação Popular e, do total de unidades, 120 serão destinadas aos servidores, que devem estar sindicalizados há pelo menos seis meses junto ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Bernardo do Campo (Sindserv).

Além do Centro de Formação Popular, o empreendimento é viabilizado pela Caixa Econômica Federal, gestora do Programa Minha, Casa Minha Vida, a Agência Casa Paulista, do governo do Estado de São Paulo, que aporta recursos complementares de até R$ 20 mil por unidade habitacional, e a Prefeitura de São Bernardo, que é responsável pela execução de infraestrutura externa e apoia a organização da demanda nos termos do programa.

Eduardo Cardoso, coordenador do Centro de Formação Popular "Frei Betto" e coordenador nacional da Central de Movimentos Populares, elogiou o apoio da administração e a política habitacional da cidade. "Marinho é uma pessoa sensível à questão habitacional, tanto que São Bernardo é uma das cidades que mais entrega moradia em todo o País. Esse contrato assinado hoje é um marco para as entidades de luta pela moradia e para a cidade."

A secretária de Habitação Tássia Regino declarou que o contrato é mais um passo importante para as políticas habitacionais na cidade, e que só foi possível pela luta e organização das entidades. "Tenho a agradecer a Eduardo Cardoso, no qual cumprimento todas as entidades pela viabilização desse empreendimento. É com muito orgulho que iremos assinar esse contrato, que vai realizar o sonho da casa própria para 800 famílias."

O empreendimento será erguido no Bairro Cooperativa e está organizado em dois condomínios de apartamentos: o Frei Betto, com 300 unidades, e o Nelson Mandela, com 500. Ao todo serão oito edifícios com 100 apartamentos cada e dois elevadores por torre.

O Minha Casa, Minha Vida/Entidades, criado pela Lei 11.977, de 7 de julho de 2009, tem por objetivo tornar acessível moradia a famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00, organizadas em cooperativas habitacionais ou mistas, associações e demais entidades privadas sem fins lucrativos, visando a produção, aquisição e requalificação de imóveis urbanos.

As moradias vão atender prioritariamente associados do Centro de Formação Popular "Frei Betto"
As moradias vão atender prioritariamente associados do Centro de Formação Popular "Frei Betto"

Crédito: PMSBC

Comente aqui

Comentários via Facebook. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta do Facebook poderá ser banida. Comentários não expressam a opinião do Portal ABCdoABC