Data: 30/11/2012 00:03 / Autor: Redação / Fonte: PMSBC

Centro de Apoio à Mulher passa a se chamar Márcia Dangremon

Além da nova denominação, o prédio de dois andares também ganhou um novo elevador


Prefeito Luiz Marinho comparece ao evento
Prefeito Luiz Marinho comparece ao evento

Crédito: Divulgação

Espaço destinado ao apoio, acolhimento, informação jurídica, proteção e encaminhamentos de mulheres em situação de violência doméstica, o Centro de Referência e Apoio à Mulher de São Bernardo recebeu o nome da feminista Márcia Dangremon. A homenagem póstuma à ativista de esquerda que atuou em defesa dos direitos da população feminina ocorreu na tarde desta quinta-feira (29), com a participação do prefeito Luiz Marinho e da secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc), Márcia Barral.

Além da nova denominação, o prédio de dois andares também ganhou um novo elevador após reforma do antigo equipamento. “Foi com muita satisfação que sancionei o projeto de lei para dar o nome da Márcia Dangremon a esse espaço que presta um serviço fundamental às mulheres. A luta da Márcia é a luta de tantos brasileiros que buscam construir uma sociedade mais justa, de paz e de direitos garantidos”, comentou o chefe do Executivo.

A homenagem que batiza o Centro de Referência com o nome da ativista, uma iniciativa do movimento de mulheres de São Bernardo, foi aprovada em setembro pela Câmara Municipal de São Bernardo, por meio do Projeto de Lei nº 57/2012. A ideia nasceu de um abaixo-assinado com mais de mil assinaturas, encabeçado pela feminista Vanda Nunes Santana, presente à cerimônia.
Coordenado pela Gerência de Políticas para Mulheres e Questão de Gênero, do Departamento de Políticas Afirmativas da Sedesc, o Centro trata-se de um serviço fundamental para a população feminina em situação de violência doméstica e que busca apoio profissional para romper esse ciclo. Por mês, cerca de 35 novos casos são atendidos na unidade e em torno de 70 mulheres passam por acompanhamento.
Márcia Dangremon – Nascida em 1940 e falecida em 1999, Márcia foi uma importante socióloga que combateu a ditadura militar, lutou por liberdade e pelos direitos das mulheres. Em 1980, participou da criação do Fundo de Greve dos Metalúrgicos e da Fundação do Partido dos Trabalhadores (PT). Também foi uma das idealizadoras da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual das Crianças e Adolescentes e fundadora da Organização Não Governamental (ONG) Coletivo Mulher Vida. Representante nacional da Rede Feminista Latino-Americana e do Caribe contra a Violência Doméstica e Sexual, Márcia foi criadora do projeto Viva Menina Adolescente. Em1998, recebeu da Unicef o prêmio Criança e Paz Betinho.
Centro de Referência e Apoio da Mulher Márcia Dangremon funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O endereço é Rua Dr. Fláquer, 208, 2º andar, Centro. O telefone é 4125-9485.

Comente aqui