Data: 20/05/2019 18:17 / Autor: Kati Dias / Fonte: PMSBC

Autoridades celebram parceira educativa e de capacitação na Fundação Casa em São Bernardo

Parceria entre a Fundação Casa e a empresa de tintas Lukscolor promove a capacitação e a qualificação de jovens que cumprem medidas socioeducativas em duas unidades da Fundação Casa


Crédito: Omar Matsumoto\PMSBC

O projeto “Capacitação e Revitalização”, feito com a iniciativa privada, ofertará curso de formação em pintura para 18 jovens que cumprem medida socioeducativa; prefeito Orlando Morando, secretário de Justiça e presidente da Fundação Casa, Paulo Dimas Mascaretti, e deputada Carla Morando assinaram documento

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, prestigiou hoje (20/05) a assinatura do termo de parceria entre a Fundação Casa e a empresa de tintas Lukscolor. Idealizada pela deputada estadual Carla Morando, no período em que era presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Bernardo (FSS), a iniciativa tem o intuito de promover a capacitação e a qualificação de jovens que cumprem medidas socioeducativas em duas unidades da Fundação Casa na cidade. Além do chefe do executivo e da parlamentar, o evento contou com a presença do secretário de Justiça e Cidadania e presidente da Fundação Casa, Paulo Dimas Mascaretti, da promotora de Justiça da Infância e Juventude, Dra. Cilene Fernandes da Silva, da diretora geral da Luckscolor, Cristina Potomatti Fiúza, da presidente do FSS, Greici Picolo Morselli, e funcionários da instituição.

O projeto “Capacitação e Revitalização” ofertará um curso de formação em pintura para 18 jovens que cumprem medida socioeducativa de internação. A iniciativa tem a duração de 40 horas de aulas práticas e teóricas. Os rapazes aprenderão técnicas de pintura e restauro. Posteriormente, eles poderão praticar a aprendizagem nos espaços do local, como quartos, salas de aula, corredores e refeitório. A unidade I, que irá receber as aulas, será a primeira a ser revitalizada. A segunda unidade também será atendida no segundo semestre. A escolha dos jovens foi feita pela área técnica da Fundação Casa, que procurou priorizar os alunos com no mínimo 16 anos, entre outros critérios.

 “Como prefeito, marido e eleitor da deputada Carla Morando, endosso esse importante projeto que vai transformar a vida desses rapazes. Fiz questão de vir até aqui para contar um pouco da minha história. Vim de uma família humilde que construiu seu patrimônio por meio do trabalho. Meu pai veio para São Bernardo trabalhar em uma olaria, posteriormente viu uma grande oportunidade durante a construção da Rodovia Imigrantes e abriu um bar que, posteriormente se transformou em um mercado. Comecei a trabalhar com ele desde muito cedo, estudei em escola pública e decidi entrar na vida pública para melhorar a vida do meu bairro. Hoje, esses meninos estão recebendo a chance de sair da medida socioeducativa com uma profissão”, afirmou o prefeito Orlando Morando.

A ideia de levar um projeto dessa envergadura para a Fundação Casa surgiu quando Carla Morando presidia o Fundo Social de Solidariedade, depois de visitar os dois centros socioeducativos de internação a convite da promotora de Justiça da Infância e Juventude, dra. Vera Lucia Acayaba de Toledo. “Ao visitar a Fundação Casa e conversar com estes jovens, fui surpreendida positivamente com a vontade deles de construir uma vida diferente após a passagem pela instituição. A ideia é melhorar a vida desses meninos, e mudar a visão que as pessoas têm dos internos, que os julgam sem conhecê-los e os condenam sem dar uma oportunidade. É muito bom ver que este projeto poderá transformar a vida desses jovens”, disse a deputada estadual.

O secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação Casa, Paulo Dimas Mascaretti, defende que o projeto incentivará os garotos a desenvolverem trabalhos em conjunto para reforçar ações coletivas e dar oportunidade de eles aprenderem um trabalho de geração de renda. “É acima de tudo uma ação educativa, na qual eles aprenderão o valor do trabalho, do estudo, da amizade, da solidariedade e do respeito”, afirmou.

Crédito: Omar Matsumoto\PMSBC

Comente aqui