Data: 09/08/2018 11:59 / Autor: Redação / Fonte: Atual Imagem

ACISBEC sedia evento contra saída da Receita Federal de São Bernardo

Encontro realizado na noite de quarta-feira (8) reuniu mais de 250 pessoas em apoio à permanência do posto local


ACISBEC, Prefeitura e representantes parceiros
ACISBEC, Prefeitura e representantes parceiros

Crédito: Divulgação

A ACISBEC (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo), a Prefeitura de São Bernardo do Campo e entidades parceiras se mobilizam contra a mudança do posto da Delegacia da Receita Federal de São Bernardo Campo para Santo André, unificando os dois atendimentos. Com a presença do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, o encontro realizado na noite de quarta-feira (8) na ACISBEC reuniu mais de 250 pessoas em apoio à manutenção da delegacia local.

As entidades são contrárias à transferência e pedem a manutenção do posto local pela relevância econômica na arrecadação tributária das cidades de São Bernardo e Diadema, que em 2017 representou R$ 10,4 bilhões de tributos administrados por esta delegacia.

O presidente da ACISBEC, Valter Moura, explicou que o objetivo da reunião foi informar empresários, contabilistas, contadores, advogados e sociedade para que tomem conhecimento da intenção manifestada pela Receita Federal em extinguir o posto de São Bernardo. “Precisamos valorizar o que proporciona melhor atendimento para a população, além disso, a permanência aqui se justifica pelo tamanho da cidade, a maior do ABC, com quase um milhão de habitantes”, disse Moura.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, disse que a administração municipal não pode ser omissa e que o motivo da atitude deve ser público e justificado. “Uma decisão não pode ser impositiva, traumática e sem transparência. Temos que defender e mostrar a importância da nossa cidade, mas também da região. É fundamental manter as duas delegacias, a daqui e também a de Santo André”, acrescentou.

Participaram ainda do encontro representantes de entidades que defendem a manutenção autônoma das delegacias como o CRC (Conselho Regional de Contabilidade) de São Bernardo, o Sescon (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo) – regional Grande ABC; da Aescon  (Associação das Empresas Contábeis do Grande ABC);  OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Bernardo; o presidente da ACIGABC (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC); Marcus Santaguita; o Secretário de Finanças de São Bernardo, José Luis Gavinelli ; o secretário da SDECT (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo), Hiroyuki Minami e o senador José Anibal.

Comente aqui