Data: 14/05/2018 08:51 - Alterado em: 21/05/2018 08:15 / Autor: Informe Publicitário / Fonte: Conteúdo de Responsabilidade do Anunciante

Em Santo André, lixo é sinônimo de oportunidade, responsabilidade e de qualidade de vida


Crédito: Divulgação

A Prefeitura de Santo André sabe o quanto é importante separar o lixo. Para tanto, investe fortemente na separação e no reaproveitamento dos resíduos e incentiva a população a fazer parte do processo. Não demorou para que essa parceria entre a administração e o andreense fizesse do município referência em reciclagem em todo o ABCD e servisse de exemplo para muitas regiões do Brasil.


Santo André começou a investir em reciclagem numa época em que pouco se falava sobre o assunto. Há 21 anos, este tema faz parte do dia a dia de quem mora na cidade de mais 715 mil habitantes. E não faltam ações que tornam o reaproveitamento de resíduos uma feliz realidade no município, além de grande gerador de postos de trabalho em cooperativas de reciclagem. Não menos importante é o fato de a separação de lixo realizada em Santo André ampliar a vida útil do aterro sanitário da cidade, que, não de hoje, é considerado um dos melhores da Grande São Paulo – ou seja, fica clara que a conscientização ambiental e a consequente colaboração por parte do munícipe faz com que o aterro seja utilizado por mais tempo. 


O descarte irregular, popularmente conhecido como “bota-fora”, também perdeu força por aqui, graças às práticas ambientais desenvolvidas pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa), que conta cada vez mais com a adesão voluntária e consciente do cidadão. Afinal, o andreense aprendeu que não basta tão somente separar o lixo úmido (restos de comida, lixo de banheiro) do seco (embalagens, plásticos, papel, alumínio, vidros) e destiná-lo corretamente – é preciso gerar menos resíduos.


Por fim, falar de lixo em Santo André é falar de oportunidades. O “Moeda Verde” é um bom exemplo disso. Iniciativa pioneira da Prefeitura, por meio do Semasa e do Núcleo de Inovação Social, o projeto possibilita que os resíduos separados corretamente sejam trocado por verduras, frutas e legumes. Cada 5 quilos de material reciclado vale 1 quilo de hortifrúti. Ganha a cidade, ganha você!

Comente aqui