Data: 09/04/2012 22:37 / Autor: Daniel Betega / Fonte: SECOM PSA

Centro Hospitalar do Município de Santo André completa um século

Evento em comemoração dos cem anos contou com a presença da vice-prefeita Dinah Zekcer

Evento contou com a participação da vice-prefeita e secretária de governo, Dinah Zekcer, do Secretário de Saúde, Dr. Antonio de Giovanni Neto, do diretor do CHM, Dr. José Carlos de Araújo, além do vereador Dr. Israel Zekcer.
Evento contou com a participação da vice-prefeita e secretária de governo, Dinah Zekcer, do Secretário de Saúde, Dr. Antonio de Giovanni Neto, do diretor do CHM, Dr. José Carlos de Araújo, além do vereador Dr. Israel Zekcer.

Crédito: Edmilson Magalhães/PMSA

O Centro Hospitalar Municipal (CHM) completou ontem, no aniversário da cidade, seu centenário de existência. Para comemorar a data, foi descerrada uma placa em homenagem ao complexo hospitalar na tarde desta segunda-feira (09). O evento contou com a participação da vice-prefeita e secretária de governo, Dinah Zekcer, do Secretário de Saúde, Dr. Antonio de Giovanni Neto, do diretor do CHM, Dr. José Carlos de Araújo, além do vereador Dr. Israel Zekcer.

A vice-prefeita ressaltou a constante melhora no atendimento prestado e o grande empenho dos funcionários envolvidos. “Nesta solenidade, temos de agradecer a todos os que trabalham no Centro Hospitalar. Vocês são responsáveis por dar vida a este lugar”, frisou. Antes de descerrar a placa, o Secretário de Saúde, Dr. Antonio de Giovanni Neto, destacou a qualidade do atendimento prestado. “Um complexo hospitalar deste porte merece uma comemoração como esta. O CHM é um marco para a nossa cidade e para os andreenses”, finalizou.

O diretor clínico do CHM, Dr. José Carlos de Araújo, destacou a relação de amor que tem com o hospital. “Estou aqui desde 1979, fui aluno, residente, minha formação profissional inteira foi integralmente baseada neste lugar. Não penso em sair daqui. Aqui é meu lugar, dou meu sangue pelo CHM”, pontuou.

História

O CHM tem sua origem na Santa Casa de Santo André, inspirada nos modelos vindos de Portugal. A pedra fundamental foi lançada em 14 de maio de 1911 e o hospital foi inaugurado em 8 de abril de 1912. A família Cardoso Franco, muito influente na época, pretendendo manter sua hegemonia diante do clã Flaquer, outra família bem conceituada na cidade, decidiu constituir uma irmandade que ficou incumbida de fundar uma Santa Casa de Misericórdia, local onde seria o primeiro hospital de toda região e o primeiro de todo ABC.

A pequena Santa Casa cresceu e em 1952 foi municipalizada, ganhando o nome de Hospital Municipal. A nova denominação, Centro Hospitalar, veio em 1999. A partir da década de 70, tornou-se hospital-escola, recebendo as primeiras turmas da Faculdade de Medicina Fundação ABC. Hoje, o CHM tem três unidades autônomas: de internação, materno-infantil e de emergência – funcionando em cinco andares. As unidades, apesar de independentes, trabalham integradas e se complementam. São 243 leitos, sendo 20 de UTI.

No CHM trabalham 1.100 funcionários, sendo 520 na área de enfermagem, 250 no administrativo e 330 médicos. Atende 12 especialidades cirúrgicas e é referência regional em oftalmologia e neurologia. Em média são realizadas, por ano, no CHM 3.400 cirurgias e mais de 120 mil atendimentos no ambulatório médico. Foram quase 395 mil exames médicos, dentre as quais 6.100 tomografias computadorizadas. Funcionários, pacientes e acompanhantes consumiram em 2011, 540 mil refeições e foram utilizadas cerca de 5 mil bolsas de sangue.

CHM possui 1.100 funcionários, sendo 520 na área de enfermagem, 250 no administrativo e 330 médicos.
CHM possui 1.100 funcionários, sendo 520 na área de enfermagem, 250 no administrativo e 330 médicos.

Crédito: Edmilson Magalhães/PMSA

Comente aqui

Comentários via Facebook. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta do Facebook poderá ser banida. Comentários não expressam a opinião do Portal ABCdoABC