Data: 06/12/2018 15:27 / Autor: Redação / Fonte: PMSA

Após flagrante do Semasa, empresa retira entulho jogado na Av. Lauro Gomes

J.C. Remoções recebeu multa de mais de R$ 19 mil; Em novembro, estabelecimento foi interditado por operar sem licença ambiental


J.C. Remoções, que trabalha com transbordo de entulho, fez nesta quarta-feira (5) a limpeza do local
J.C. Remoções, que trabalha com transbordo de entulho, fez nesta quarta-feira (5) a limpeza do local

Crédito: Divulgação/Semasa

Após ser flagrada pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) jogando restos de construção civil na avenida Lauro Gomes, na Vila Sacadura Cabral, próximo à rua Afonsina, a empresa J.C. Remoções, que trabalha com transbordo de entulho, fez nesta quarta-feira (5) a limpeza do local. A ação contou com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal).

O crime ambiental ocorreu nos dias 29 e 30 de novembro, após um caminhão de grande porte depositar 32 m³ de entulho às margens do córrego dos Meninos, sendo o equivalente a 34 toneladas de resíduos. A J.C. Remoções recebeu um Auto de Infração Ambiental (multa) de 5 mil FMPs (Fator Monetário Padrão), que corresponde a R$ 19.263,50, e foi obrigada a encaminhar os resíduos para um local apropriado e com documentação adequada.

O Semasa já havia multado o estabelecimento por operar sem licença ambiental. No começo de novembro, a J.C. Remoções, que está localizada em frente ao local onde foi jogado o entulho, foi interditada por não estar com o documento que regulariza a atividade da empresa.

Esse trecho da avenida Lauro Gomes sofre constantemente com descarte irregular. Na madrugada do dia 22 de novembro, o Semasa também flagrou a empresa W.F. Remoções, que é de São Paulo, fazendo o descarte de entulho no mesmo local. Após ser multado, o infrator retirou, na última sexta-feira (30), cerca de 5 toneladas de resíduos.

Queima de cobre – Também no dia 30 de novembro, um dono de um ferro velho, que fica a 50 metros do ponto de descarte de resíduos na avenida Lauro Gomes, foi advertido no momento em que queimava fios de cobre. A equipe de fiscalização ambiental do Semasa aplicou ao comerciante uma multa de 200 FMPs (R$ 770).

Crédito: Divulgação/Semasa

Comente aqui