Santo André

  • A história de Santo André teve início no século XVI. Em 1553, o lugar foi elevado à categoria de vila e nomeado Santo André da Borda do Campo. Alguns anos depois, em 1560, o vilarejo foi integrado à cidade de São Paulo como bairro.

    Depois de um período de estagnação, a região voltou a crescer e ganhou status de município em 1889, recebendo o nome de São Bernardo. Com o desenvolvimento acelerado, a cidade passou a ser dividida em distritos e um deles surgiu em 1910, com o nome de Santo André.
    A economia do município começou a se destacar na década de 1960, com a instalação de muitas montadoras de automóveis na região. Nesse período, os setores de autopeças, eletrônicos, produtos de borracha e componentes para refrigeração se desenvolviam em ritmo acelerado.
    Já nos anos 90, a industrialização passou a perder força e os segmentos comercial e de serviços passaram a oferecer excelentes opções de empregos. Nessa ocasião, muitas fábricas foram transformadas em centros comerciais.
    Com uma economia forte e consolidada, Santo André é a 4ª cidade do estado de São Paulo que mais gera empregos formais. De janeiro a outubro de 2012, 9.562 pessoas conseguiram um trabalho com carteira assinada no município. 
    A saúde é mais um setor da cidade que merece ser mencionado em razão de sua eficiência. A população tem à disposição aproximadamente de 35 unidades básicas (postos), com médicos de diversas especialidades, que atendem pelo Sistema Único de Saúde.
    O investimento na área é tão grande, que a cidade possui a maior lista de medicamentos gratuitos do ABC (476 itens) e é a primeira da região a fornecer aos munícipes um medicamento para evitar acidente vascular cerebral.
    Outro ponto positivo de Santo André é a educação. O município conta com uma rede escolar própria, normatizada pelo Conselho Municipal de Educação. Entre as unidades municipais de ensino, estão centros públicos de educação para jovens e adultos, nos quais são oferecidos cursos de capacitação profissional. As creches também ganham destaque no cenário educacional. São mais de 20 unidades municipais e 18 conveniadas.
    Rica em cultura e eventos, a cidade tem um Teatro Municipal, com três palcos de funcionamento simultâneo, e um museu, com acervo composto por objetos, livros, documentos, fotografias, jornais e revistas que revelam um pouco mais da história de Santo André.
    O lazer é garantido pelos 11 parques públicos que o município apresenta. O Parque Central, por exemplo, oferece pista de caminhada, praças de convivência, ciclovia, playground, palco em forma de concha, lago, campo de futebol, pista de automodelismo rádio-controlado, quadras poliesportivas e equipamentos de ginástica. 
    As boas oportunidades de emprego, somadas aos investimentos feitos em educação, saúde, cultura e lazer, ampliam de maneira significativa a qualidade de vida da população de Santo André.