Show Edvaldo Santana

Música

  • 9 de Novembro às 21:00

  • Wifi
  • Estacionamento
  • Acessibilidade
  • Recomendação Etária
  • Preço Baixo
  • Ingressos: 20,00/10,00/6,00
Curtir curtir seja o primeiro a curtir

Show Edvaldo Santana

Autor:



O artista paulistano Edvaldo Santana, que conta com mais de 40 anos de estrada, lança nesta apresentação seu oitavo álbum, "Só Vou Chegar Mais Tarde", e apresenta um show intimista próximo ao público com voz e violão, guitarra e percussão.

Especialista em misturar blues e rock com ritmos brasileiros, Edvaldo é o responsável pela produção de seu novo álbum, em parceria com Luiz Waack, seu parceiro de longa data e que também o acompanha na apresentação, junto dos músicos Ricardo Garcia, na percussão, e Reinaldo Chulapa, no baixo, além das participações especiais de Rita Benneditto e Alzira E.

O show traduz a capacidade de Edvaldo de reunir em suas canções uma diversidade de estilos como blues, samba, rock, salsa e reggae, temperados com banjo e gaita, sempre preservando sua sonoridade característica. No disco, as peculiaridades do artista paulistano como fusões de ritmos, gêneros e sotaques estão mais acentuadas. Ora remetem ao jazz e ao blues do começo do século passado, ao samba bossa dos anos 1950, ora aos charmes latinos do bolero e do reggae incorporado numa atitude rock and roll do final dos anos 1960. As letras trafegam pelo cotidiano urbano, pelos conflitos sociais, pela diversidade dos nossos costumes e sentimentos.

Temas sociais são evidenciados em canções como ”Domínio” e "O Retorno do Cangaço", faixa mais experimental do álbum. Jazz e blues aparecem em músicas como "Fazendo pra Aprender” e “Arte Depura", realçados por instrumentações diferentes, enquanto uma é conduzida por piano, baixo e trompete a outra é levada pelo suingue das congas, harmonizadas por banjo, cavaquinho e gaita.

A latinidade e o samba estão sempre presentes na obra de Edvaldo na faixa“Ando Livre”, bolero conduzido por violão e sanfona, e conta com a participação especial da cantora Rita Benneditto, que canta o Brasil do cerrado à caatinga. "Dom" homenageia Sócrates, ídolo de ideias libertárias no futebol, e “Gelo no Joelho”, composta em parceria com Luiz Waack, é uma crônica bem humorada sobre a atividade futebolística, com arranjo de metais como nas orquestras de gafieira.

Dia 9/11, sexta-feira, às 21h.

Ingressos nos valores de R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia-entrada) e R$ 6,00 (trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes com Credencial Plena). Disponíveis online no Portal Sesc SP ou nas Bilheterias da Rede Sesc.

Comente aqui