Data: 11/05/2017 13:26 - Alterado em: 20/05/2019 14:37 / Autor: Redação / Fonte: PRP

Ribeirão Pires promove atividades na Semana da Luta Antimanicomial

Pacientes dos CAPS participam de ações na Semana da Luta Antimanicomial; Elaboração e exposição de trabalhos sobre tema, palestras e rodas de conversa foram atividades promovidas


CAPS I - Semana Luta Antimanicomial
CAPS I - Semana Luta Antimanicomial

Crédito: Gabriel Mazzo

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Ribeirão Pires promoveu, entre os dias 13 e 17 de maio, série de atividades que marcaram a Semana da Luta Antimanicomial na cidade. Pacientes dos Centros de Apoio Psicossociais (CAPS) Infantil, Adulto e o Álcool e Drogas, bem como seus familiares e profissionais das unidades, participaram das ações.

No CAPs Infantil, os jovens atendidos conheceram mais sobre a história da Luta Antimanicomial e sua importância. Já com as crianças, a equipe multiprofissional, incluindo os monitores de oficinas de artes, trabalharam expressões e sensações. Utilizando diferentes tipos de materiais e técnicas, como pintura com guache, as crianças demonstraram seus sentimentos. As peças produzidas foram expostas no CAPS I.

Entre as palavras escolhidas pelos pacientes sobre seus desejos, fixadas na exposição, estão liberdade e felicidade. A paciente T.N., de 16 anos, foi uma das participantes da programação do CAPS I. “Aqui é como se fosse minha segunda casa. Me sinto bem. Antes eu não gostava de vir, porque tinha só a psicóloga. Agora elas (equipe) cuidam de todos os detalhes”, contou.

Assim como em todos os CAPS da cidade, as oficinas terapêuticas fazem parte do tratamento e acompanhamento dos pacientes. Na unidade infantil, há aulas de “resgate do brincar”, violão, teclado, entre outras.

No Caps II, que atende adultos com transtornos mentais, foram realizadas rodas de conversa sobre a luta antimanicomial – envolvendo pacientes e seus familiares. No CAPS AD, os pacientes assistiram a filme com a temática do enfrentamento à dependência química, bem como participaram, durante a semana, de rodas de conversas sobre a luta antimanicomial.

"A Prefeitura de Ribeirão Pires mais uma vez chama a atenção de toda a sociedade para um assunto de extrema importância, que é a luta contra o preconceito e em favor da política antimanicomial. Devemos sempre estimular o respeito e promover ações de inclusão às pessoas que têm transtornos mentais. Essa é uma questão de dignidade", avaliou a secretária de Saúde do município, Patrícia Freitas.

Comente aqui