Ribeirão Pires

  • Foto Aérea de RIbeirão PiresA história de Ribeirão Pires remonta ao século XVII, quando a região do ABC começou a se desenvolver. Antes disso, essa região servia apenas como passagem para aqueles que iam da Vila Mogi para Santos ou São Paulo. Nesse período, Ribeirão Pires pertencia ao município de Santo André da Borda do Campo e tinha o nome de Caguaçu, que, na língua tupi, quer dizer "mata virgem” ou “mata grande".
    No século XIX, com a construção da ferrovia São Paulo Railway para escoar a produção de café até o porto de Santos, um novo povoado começou a se formar às margens da estrada de ferro. Nessa área, os empreendimentos mais comuns eram as madeireiras e as olarias, em razão da grande quantidade de madeira para a construção de dormentes e do solo argiloso.
    Em 1896, foi criado o distrito de Ribeirão Pires em São Bernardo. Entretanto, 42 anos mais tarde, tal distrito foi transferido para a cidade de Santo André. Depois de mais alguns anos, em 1953, Ribeirão Pires conseguiu sua emancipação e se tornou município autônomo. Desde então, o local se desenvolveu bastante e hoje é considerado uma estância turística da região metropolitana de São Paulo.
    Por estar inserido em área de proteção de mananciais, Ribeirão não possui uma atividade industrial muito expressiva se comparada aos demais municípios que compõem a região do ABC Paulista. A cidade tem como sua principal fonte de recurso o turismo, mas também apresenta bom mercado para os segmentos de móveis, cerâmicas, plásticos, vestuário e alimentos. 
    Nas últimas décadas, os setores de serviço e comércio apresentaram excelente expansão, impulsionando o desenvolvimento municipal. De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais, mais de 3 mil empresas locais integram esses setores. Isso se deve especialmente a incentivos públicos, como alíquotas de impostos diferenciadas.
    A saúde é outra área da cidade que recebe bons investimentos do poder público em Ribeirão. Além de 9 unidades básicas de saúde, que fazem atendimentos de plantão e exames básicos, a população tem à sua disposição unidades de pronto atendimento, para casos de emergência, e o Hospital e Maternidade São Lucas, que recebe casos de internação e é mantido pela prefeitura.
    A educação é outro ponto forte de Ribeirão Pires. São mais de 30 instituições de ensino municipais e mantidas pelo município e em torno de 28 escolas estaduais espalhadas pela cidade, o que permite que todas as crianças e jovens tenham acesso ao ensino infantil, fundamental e médio.
    Além desses fatores positivos, o município oferece aos moradores e visitantes diversos locais turísticos e culturais, como a Vila do Doce, que reúne quiosques com artesanatos locais e muitas opções de restaurantes; o Mirante do Morro de Santo Antônio, de onde se tem a melhor vista panorâmica da cidade; e o Mirante de São José, local em que se encontra a estátua de São José, padroeiro do município.