Data: 15/09/2016 16:00 / Autor: Redação / Fonte: PMM

Museu Histórico Barão de Mauá expõe obras de artistas da região

Com entrada gratuita, a 1° Mostra Coletiva de Artes Plásticas, com curadoria de Luciana Senhorelli, fica aberta ao público até 19 de novembro


Crédito: Fabiana Pontes

Quem visitar o Museu Barão de Mauá, na Vila Guarani, pode conferir uma nova exposição no espaço histórico. Gratuita, como todas as atividades do museu, a 1° Mostra Coletiva de Artes Plásticas fica aberta ao público até o dia 19 de novembro.

A exibição, cujo principal objetivo é valorizar o trabalho de diversos artistas da região, conta com 34 itens, entre quadros, telas de pintura digital, fotos e esculturas, e tem como curadora Luciana Senhorelli, juntamente com toda a equipe do museu, e a direção de Dulce Paulino.

Dentre os objetos expostos há quadros e peças de Yasushi Kojima, artista muito conhecido em Mauá e na região. Imigrante japonês que chegou à cidade há mais de 60 anos e dono de uma tradicional fábrica de porcelanas da cidade, Kojima estudou pintura com artistas renomados como Manabu Mabe, Takaoka e Iwao Nakajima. Além das obras do sr. Kojima a mostra também traz trabalhos da esposa do artista, Moryo Kojima, e do irmão dele, Fernando Kojima.

Outros trabalhos que podem ser vistos na exposição são de autoria de Cecília Camargo, Naldo Moura, Alexandre López, Ivan Simão, Rodrigo Creper, Carol Mantovani, Madame Nagô, Roger Ramos, Carolina Fôlego, Marks, Rosa Maria Galvão da Paz, Mônica Antico, Rubens Cavalcanti da Silva, Cristiane Carbone, Sandra Rodrigues, Daniela López, Daniela Marton, Raquel de Moura Viener, Elza Panhoto, Rhaylander, Eunice Pasianot, Zilda Maria Zani e Cleide Sebastião.

A Mostra Coletiva de Artes Plásticas pode ser visitada de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h, e aos sábados, das 10h às 15h.

SERVIÇO:
1° Mostra Coletiva de Artes Plásticas
Data -    Até 19 de novembro de 2016
Local -   Museu Histórico Barão de Mauá
Avenida Dr. Getúlio Vargas, 276, Vila Guarani.
Horário - De segunda à sexta-feira, das 9h às 16h, e aos sábados das 10h às 15h.
Entrada franca

Crédito: Fabiana Pontes

Comente aqui