Data: 11/01/2019 15:31 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Reinaldo Domingos

Pesquisa mostra que brasileiro pretende poupar em 2019

Hábitos e comportamentos devem mudar para se atingir novos objetivos


Mais um ano se inicia e, é claro, as pessoas estabelecem objetivos a serem realizados em todas as áreas da vida e no quesito financeiro não poderia ser diferente. Com os índices de desemprego e inadimplência ainda muito elevados, essa tem sido uma preocupação constante na vida dos brasileiros, por isso repensar os hábitos financeiros e mudar a maneira como lida com o dinheiro é uma das metas para 2019, segundo recente pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

De acordo com o levantamento, 7 em cada 10 entrevistados acreditam que terão uma vida financeira melhor neste ano, sendo que as principais metas são guardar dinheiro (51%) e sair do vermelho (37%). Uma parte desses números mostra que o brasileiro está mais consciente e atento ao futuro, já que a a situação da inadimplência é uma realidade e fica cada vez mais difícil fechar as contas no fim do mês.

Mas como começar? O maior erro é esperar sobrar para poupar. É preciso inverter essa equação e colocar o lucro em primeiro lugar, criar o hábito de separar uma parte, mesmo que seja 10% do seu ganho mensal, por exemplo, e poupar logo quando recebê-lo, assim você estará construindo uma reserva estratégica que possibilitará muito mais tranquilidade financeira ao longo de 2019.  

Lembre-se que é preciso ter um objetivo atrelado ao dinheiro, pois guardar por guardar não faz sentido, já que a chance de comprar por impulso aumenta. Estabeleça os seus sonhos, sendo pelo menos três: curto prazo (a ser realizado até um ano), médio prazo (até 10 anos) e longo prazo (mais de 10 anos).

Outro ponto que pode fazer a diferença na hora de poupar é rever as taxas que você paga mensalmente, portanto converse com o seu gerente no banco e veja o que pode ser reduzido ou até mesmo cortado das tarifas cobradas. Atualmente a oferta de contas digitais, que não cobram tarifas, estão muito mais acessíveis e podem ser uma opção. Mas caso esteja com dívidas altas no cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo, as duas modalidades mais caras do mercado, pode ser interessante um crédito consignado, que possui taxas menores, porém é preciso ter cautela para não apenas trocar uma dívida por outra e não sanar o problema na fonte.

Para que poupar deixe de ser um sacrifício e passe a ser um hábito saudável, no início, é preciso se esforçar para mudar o seu comportamento em relação ao dinheiro. Por exemplo, almoçar ou jantar em restaurantes todos os dias pode comprometer o seu orçamento sem que você perceba. Mesmo que em um primeiro momento esses gastos pareçam insignificantes, no fim do mês se torna um dinheiro que poderia ser poupado para a realização de um sonho maior. Portanto anote as suas despesas, veja se está gastando de acordo com o seu padrão de vida e analise a possibilidade de economizar comendo fora apenas em ocasiões especiais.

Mostrei aqui algumas orientações, mas existem muitas outras para que esse sonho de poupar em 2019 se torne realidade, sempre com educação financeira. O importante é que o primeiro passo foi dado, ou seja, o desejo e a consciência de ter uma reserva começa a crescer entre os brasileiros e quem sabe esse não possa ser um sinal de que a saúde financeira das pessoas pode mudar em um futuro próximo.

1- Uso novo orçamento mensal
Experimente este novo cálculo: Ganhos (-) Sonhos (-) Gastos. Dessa forma não há lucro ou prejuízo, as contas batem e você estará priorizando seus objetivos e ajustando seu padrão de vida ao valor que sobrar. Para isso, logo que receber o salário, já se deve retirar a quantia mensal necessária para a realização, colocando esse dinheiro na melhor opção de investimento de acordo com o prazo desse sonho.

2- Poupe rendas extras
13º salário, bônus, participação nos lucros da empresa…. Poupe toda ou parte de suas rendas extras para aproximar a data de conquista dos sonhos.

3- Invista de acordo com o prazo
Poupe para os três sonhos simultaneamente e redirecione as quantias poupadas – mesmo que pequenas – para um fundo adequado ao prazo de realização do sonho. Para os de curto prazo (até um ano), é válida a caderneta de poupança. Para os de médio prazo (de um a dez anos), CDB, Tesouro Direto e fundos de investimento. Para os de longo prazo (acima de dez anos), Tesouro Direto, previdência privada e ações são boas opções.

Crédito: Shutterstock

Comente aqui