Data: 23/10/2017 09:49 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Adam Nockel

O empresário deve ser líder?

Gostaria de começar nosso artigo de hoje com uma pergunta, e saber a sua opinião o que você acha, o empresário deve ser um líder?


Estes dias estava em uma roda de amigos e o assunto acabou enveredando para este tema, alguns desta roda defendiam a tese de que o empresário não necessariamente deve ser uma líder e outros defendiam a ideia que sim deve ser.

Aqueles que defendiam a ideia que um empresário não precisa necessariamente ser um líder se embasavam que, este pode em suas empresas contratar líderes para os cargos de gestão, assim teria lideranças para guiarem seus negócios.

Sim pois as empresas precisam de líderes, não é? As equipes precisam ser guiadas rumo aos objetivos desejados, as pessoas precisam ser desenvolvidas, motivadas, os diversos departamentos precisam ser interligados por processos e por pessoas.

A liderança é o catalizador da cultura da empresa, garantindo que os valores organizacionais sejam observados no dia a dia, transformando-os em algo vivo que se concretizem em ações práticas e reais.

Como vocês sabem a anos tenho ajudado lideranças de diversos níveis, homens e mulheres de negócios a alcançarem seus objetivos, e sempre compartilho com eles a minha visão, da posição deles, dentro da empresa.

“Ou o líder lidera sua equipe rumo aos objetivos, ou alguém irá lidera-los. E será que esta pessoa que irá lidera-los, vali leva-los para onde você deseja?”

Esta é a grande questão quando penso se um empresário deve ou não ser um líder.

Quando olho para a história de grandes organizações sejam elas nacionais ou não, as vejo sendo guiadas por grandes lideres, que não necessariamente tinham todas as competências de um grande líder, mas tinham as principais.

VEJAMOS ALGUNS EXEMPLOS:

William Henry Gates III, mais conhecido como Bill Gates, que junto com Paull Allen fundou a Microsoft.

Ralph Lauren um jovem que sofreu bulling quando criança, vendeu gravatas e em 1972 criou a camisa POLO e hoje sua fortuna é avaliada em 4,6 Bilhões de dólares pela revista Forbes.

Chris Gardner um homem que a mulher o abandonou e chegou a morar em abrigos para sem tetos, deu a volta por cima e fundou a sua própria corretora a Gardner Rich.

Rolim Amaro um homem que foi mecânico, piloto de teco teco e fundou o que conhecemos hoje como a maior empresa de aviação do Brasil a TAM.

Será que conseguimos olhar para estes e outros nomes do mundo dos negócios e pensar que não lideraram suas empresas? Qual é a verdadeira função do dono do negócio?

Acredito que nós quando decidimos empreender, ter um negócio o fazemos para ter sucesso, prosperidade e qualidade de vida para nós e para as pessoas que amamos.

Isto acontece quando assumimos as rédeas da empresa e das nossas vidas, com compromisso, responsabilidade e confiança, sem desculpas, não negando a realidade dos fatos e lutando com todas as nossas forças em prós de um objetivo.

Estas são características comuns a grandes líderes e grandes empresários, acredito que a questão não é se um empresário de sucesso deve ser um líder, e sim o que este empresário deseja.

Ele liderar a sua empresa rumo aos seus objetivos ou prefere delegar esta função a outra pessoa?

Meu objetivo é contribuir de alguma forma, com o aumento dos seus resultados e da sua qualidade de vida, se você acredita que este material pode ajudar alguém, compartilhe com esta pessoa, sucesso, saúde e prosperidade…

Comente aqui