Data: 26/07/2017 13:51 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Juliano Kimura

Black Mirror, o reflexo de um futuro não tão distante assim


Uma série de TV vem mostrando um futuro perturbador. Black Mirror poderia ser só mais uma dessas séries da Netflix, se não fosse pelo fato de que ela também pode ser considerada um alerta. É como se estivéssemos assistindo um futuro muito próximo através da TV.

Todos os episódios retratam um futuro sem data definida. O mundo de Black Mirror acontece em um futuro em que as novas tecnologias trazem novos problemas.

O primeiro episódio mostra o descontrole da mídia de massa. A propagação da informação através das redes colaborativas é apresentada como uma arma. Podemos perceber que toda trama gira em torno de um evento que tem como objetivo expor uma figura pública ao ridículo, porém, o desfecho deste episódio, mostra que as consequênciais são passageiras.

Assim, como no mundo atual, as crises e os virais de internet são passageiros. Vivemos um mundo virtual cada vez mais efêmero. Pessoas viram Memes de internet, ficam famosas ou viram motivo de chacota na rua. Porém, até onde isso é verdade? Será que uma exposição pública na rua possui mesmo o poder de acabar com sua imagem pelo resto da vida?

Vivemos em um mundo em que damos importância demais para coisas tão passageiras. Devemos lembrar que em um mundo inundado de informações com tudo acontecendo tão rápido, cada vez menos teremos tempo para pensar em nudes que vazaram ou coisas ridículas as quais as outras pessoas são expostas.

O mais assustador de toda a série é lembrar que a maioria das tecnologias existentes na série já existem. Todas essas tecnologias podem não estar acessíveis para toda a população.

Alguns episódios retratam futuros distantes em que a realidade virtual e a realidade aumentada já são recursos utilizados por todos. Não quero estragar o prazer da surpresa nem entregar spoiler neste artigo, mas é intrigante ver como.

Comente aqui