Data: 17/04/2019 15:52 / Autor: Redação / Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Toyota anuncia investimentos e apresenta primeiro veículo híbrido flex do mundo

Nova geração do Corolla será produzida em Indaiatuba; fábrica passa por um processo de modernização com investimento de R$ 1 bilhão


O governador do Estado de São Paulo, João Doria, participa da divulgação da nova tecnologia Híbrida Flex – eletricidade com etanol da Toyota, realizada no Palácio dos Bandeirantes
O governador do Estado de São Paulo, João Doria, participa da divulgação da nova tecnologia Híbrida Flex – eletricidade com etanol da Toyota, realizada no Palácio dos Bandeirantes

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria recebeu nesta quarta-feira (17), no Palácio dos Bandeirantes, o presidente da Toyota Brasil, Rafael Chang, e executivos da multinacional japonesa. Durante o encontro, foi divulgado que o Novo Corolla brasileiro será o primeiro veículo do mundo equipado com propulsão híbrida flex. Impulsionando um novo ciclo de evolução tecnológica no país, o anúncio está em linha com os propósitos do Programa Rota 2030 que busca, entre outros temas, estimular a produção de veículos mais eficientes.

“Estamos aqui fazendo o lançamento do primeiro veículo hibrido flex do mundo, com desenvolvimento tecnológico brasileiro, realizado aqui em São Paulo, por engenheiros japoneses e brasileiros que conseguiram essa conquista extraordinária”, destacou o Governador.

A 12ª geração do Corolla promete ser referência não só em seu segmento, mas em toda a indústria automotiva nacional. Único veículo a contar com um motor elétrico e outro de tecnologia flexfuel, o Novo Corolla, com essa motorização, será o automóvel movido a etanol mais eficiente do Brasil e o híbrido mais limpo do mundo.

“Vamos começar a produção desse novo Corolla a partir do mês de outubro. Esse projeto tem um investimento de R$ 1,6 bilhão e uma geração de 900 empregos diretos. A comercialização começará a partir do mês de outubro e a exportação a partir dos primeiros meses de 2020”, comentou o presidente da Toyota Brasil, Rafael Chang. “O mais importante é que estamos trazendo duas tecnologias muitos limpas, a hibrida e o etanol”, explicou.

A nova geração do automóvel tem previsão de chegada às concessionárias brasileiras no último trimestre de 2019. Para os mercados latino-americanos onde o veículo é exportado – Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru e Colômbia – a Toyota planeja sua comercialização a partir do primeiro semestre de 2020.

Processo de modernização

A fábrica da Toyota em Indaiatuba (SP) será a pioneira neste processo de hibridização dos veículos da marca no Brasil. O Novo Corolla será produzido na planta, que vem sendo modernizada e passando por diversas melhorias em sua estrutura desde setembro do ano passado, quando foi anunciado investimento de R$ 1 bilhão na unidade. Este foi o primeiro investimento da indústria automotiva nacional após o anúncio do Programa Rota 2030, o que demonstrou a confiança da Toyota no futuro do País.

A modernização da planta, que completou 20 anos de operação em 2018, está intimamente ligada ao compromisso da Toyota de produzir carros cada vez melhores e ao engajamento de toda a sua cadeia de valor.

IncentivAuto

Com o investimento anunciado pela Toyota, a montadora poderá se enquadrar no Programa IncentivAuto, que tem como objetivo modernizar a indústria automobilística no Estado, ampliar a produção de veículos, gerar novos empregos e aumentar a receita a partir da oferta de descontos progressivos, de até 25%, do ICMS devido nos produtos fabricados em São Paulo.

“O anúncio representa o fortalecimento do setor automobilístico em São Paulo, um setor muito importante, forte empregador, forte utilizador de tecnologia, com robusta rede complementar de revendedores e fornecedores. É uma cadeia produtiva bastante importante para São Paulo e para o Brasil. São milhares de empregos gerados e a expansão desse setor vai gerar ainda mais emprego, tecnologia, renda e mais benefícios com arrecadação de mais impostos, permitindo ao governo de São Paulo investir em saúde, educação, habitação, segurança pública e assistência social”, reforçou João Doria.

Para participar do programa, as empresas interessadas devem apresentar plano de investimento superior a R$ 1 bilhão no Estado e criar, no mínimo, 400 postos de trabalho. O desconto de ICMS aumenta de acordo com o tamanho do investimento feito pela montadora e só é repassado após a conclusão do aporte. Entre os critérios, poderão ser aceitas propostas de novas fábricas, novas unidades de produção, novos produtos e expansão de plantas industriais.

As empresas inicialmente deverão apresentar os projetos junto à Comissão de Avaliação da Política de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, constituída por integrantes da Secretaria da Fazenda e Planejamento e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Uma vez aprovados, os projetos serão acompanhados pela Investe São Paulo (Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade), por meio de relatório demonstrativo semestral do cumprimento do cronograma de execução do projeto de investimento.

Nova geração do Corolla será produzida em Indaiatuba
Nova geração do Corolla será produzida em Indaiatuba

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

Comente aqui