Data: 18/12/2018 10:04 / Autor: Redação / Fonte: SMTE

Bruno Covas entrega certificados para formandos do programa Bolsa Trabalho

73 jovens foram capacitados durante o segundo semestre de 2018


Prefeito Bruno Covas
Prefeito Bruno Covas

Crédito: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

O prefeito Bruno Covas participou nesta segunda-feira, 17 de novembro, da formatura do projeto Juventude, Trabalho e Fabricação Digital, do programa Bolsa Trabalho, que capacitou 73 jovens das periferias da cidade com idade entre 16 e 20 anos, durante o segundo semestre deste ano. A entrega dos diplomas aconteceu na sede da Prefeitura de São Paulo.

A iniciativa, que é uma parceria entre as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico, Direitos Humanos e Cidadania e Inovação e Tecnologia, tem como objetivo capacitar os jovens para o uso de ferramentas tecnológicas e digitais, estimular ações de desenvolvimento local nas periferias da capital e incentivar o aumento da escolaridade. Os participantes recebem durante o curso uma bolsa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico no valor de R$ 493,70. Em dois anos, o Bolsa Trabalho já capacitou 219 jovens.

“30% dos empregos da área de tecnologia do país estão em São Paulo, a nossa cidade tem um ecossistema que favorece a inovação e nós sabemos que esse é o futuro do emprego, é apostar na tecnologia como um fator de inclusão social. O curso tem a cara da cidade de São Paulo pelo vetor de direitos humanos, cada vez mais nós vemos ataques à defesa desses direitos e é o papel da nossa cidade dizer que aqui nós nos orgulhamos de defender direitos humanos”. Afirma o prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

Acompanharam a cerimônia de formatura os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso, de Direitos Humanos e Cidadania, Berenice Giannella, e de Inovação e Tecnologia, Daniel Annenberg.

“Ao juntar empreendedorismo, tecnologia e direitos humanos, o programa oferece aos jovens uma formação técnica abrangente, que permite o desenvolvimento de uma série de habilidades socioemocionais importantes para atuar em um mercado de trabalho em constante evolução”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso.

O programa teve duração de seis meses, com atividades de segunda a sexta-feira, e o conteúdo contou com aulas e workshops sobre empreendedorismo e criação de projetos, formação em tecnologia e inovação digital nas unidades do Fab Lab Livre SP, palestras para a discussão de temas que envolvem direitos humanos, além de visitas a museus e centros culturais.

Os Fab Lab são equipados com impressoras 3D, cortadoras a laser, plotter de recorte, fresadoras CNC, computadores com software de desenho digital CAD, equipamentos de eletrônica e robótica e ferramentas de marcenaria e mecânica.

Bolsa Trabalho

O Bolsa Trabalho concede uma bolsa-auxílio mensal para jovens de 16 a 20 anos, de famílias com renda per capita igual ou inferior a meio salário mínimo nacional, que estejam matriculados em cursos vinculados ao sistema nacional de ensino ou tenham concluído o ensino médio, inclusive o profissionalizante. Para participar, também é preciso residir no município de São Paulo e estar desempregado, sem receber o salário desemprego. Além disso, o participante deverá ter uma frequência mínima mensal de 85% nas atividades do programa.

Comente aqui