Data: 22/03/2017 12:10 / Autor: Redação / Fonte: HD Comunicação

ABC ganha centro especializado em reconstrução da mama

Centro Oncoplástica Mamário do Hospital Assunção integra consultas para melhores resultados nos procedimentos


Após a luta contra o câncer de mama, muitas mulheres passam por um momento difícil e delicado, que é a cirurgia de retirada da mama. Período esse que pode afetar a autoestima da mulher por conta da mudança de seu corpo, por isso hoje a reconstrução já é vista como muito positiva para estas mulheres conseguirem chegar à cura da doença.

O Hospital Assunção, da Rede D’Or São Luiz, possui um Centro Oncoplástica Mamário, especializado em cirurgias oncológicas e reconstrução da mama. O diferencial está na forma de atendimento às pacientes.  

Verificada a necessidade de uma intervenção cirúrgica para tratamento do câncer de mama, esta cirurgia pode ser programada conjuntamente entre  mastologista e cirurgião plástico, agregando os princípios de ambos, visando minimizar o dano estético e permitindo a reconstituição da integridade corpórea da mulher o quanto antes.

 “O ambulatório se destaca pelo fato de unir as especialidades, facilitando o atendimento e acesso às demais terapias, o que proporciona ao paciente uma melhora significativa tanto psicológica quanto física”, explica Dr. Alfredo Carlos Coletti, diretor médico do Hospital Assunção. O tratamento conjunto facilita ainda o acesso a uma equipe multiprofissional, composta também por fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista e terapeuta ocupacional.

“O objetivo principal é estudarmos juntos o caso e alcançarmos o melhor resultado pós-cirurgia possível, unindo a retirada total da neoplasia à recuperação estética da mama”, observa Dr. Renato Abreu, oncologista do Centro Oncoplástica Mamário do Hospital Assunção.

Os procedimentos de mastectomia são divididos em dois grupos: conservadoras, onde apenas uma parte da mama é removida; ou radicais, em que a mama inteira é removida, e a escolha do tipo dependerá do diagnostico e avaliação do especialista. A cirurgia de reconstrução mamária é a junção dos princípios oncológicos realizados durante o tratamento do câncer com os da cirurgia plástica reconstrutora, com o objetivo de diminuir o impacto psicológico da paciente.  

O câncer de mama é o principal tipo a acometer as mulheres em todas as fases da vida. No Brasil, a estimativa de casos novos para o ano de 2016 era de 57 mil casos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), com mortalidade de 14 a cada 100 mil mulheres, totalizando um a cada quatro casos de câncer, excetuando-se os de pele não-melanoma.

Para o diagnóstico precoce, além dos cuidados habituais que toda mulher deve manter ao longo de sua vida, com visitas periódicas ao ginecologista, é importante submeter-se a exames de imagem, principalmente a mamografia, como rotina. As etapas do tratamento do câncer de mama quase sempre começam com um diagnóstico precoce. Nos casos mais avançados, nos quais não há condições adequadas de realização da cirurgia, devido ao tamanho do tumor, indica-se a quimioterapia, com objetivo de reduzir o tamanho do tumor.

Comente aqui